quinta-feira, 27 de julho de 2017

Além da CEMIG Telecom, TIM avalia compra da Nextel e fusão com a Oi

O que você achou? 
Segundo o presidente da TIM Brasil, Stefano De Angelis, por enquanto nada está definido e a preferência inicial realmente deve ser pelas empresas menores.

A TIM Brasil acaba de divulgar seu último balanço trimestral com lucro triplicado e, agora, se prepara para novas fusões e compras para impulsionar ainda mais seus serviços no país. Entre as potenciais empresas? Estão CEMIG Telecom, NextelOi, conforme citou o presidente da companhia em conferência nesta quarta-feira (26), Stefano De Angelis.

Primeiramente, o empresário destaca que o foco deve começar por empresas menores, como a CEMIG, que foi colocada à venda há cerca de um mês. Afinal, são os menores nomes do setor que têm se destacado em crescimento de assinantes, como acontece com a base de banda larga fixa, por exemplo.

Para o CEO da TIM, o plano da empresa é investir fortemente em construção de redes de fibra óptica, e, como a CEMIG Telecom já possui essa rede, a ação de compra poderia ser uma boa forma de unir o útil ao agradável para oferecer melhores serviços de banda larga para os clientes. Porém, tudo ainda passará por uma análise de qualidade da fibra e as questões financeiras. Por enquanto, nada foi definido.

Segundo o portal Giro Business Digital, com informações do Valor Econômico, a aquisição da Nextel também é de interesse do CEO, mas por conta de seu espectro de radiofrequências. Acontece que, segundo ele, ao comprar a empresa, eles poderiam ter que devolver o espectro.

Quanto a possível fusão com a Oi, Stefano afirma que faz total sentido, mas que não vai acontecer enquanto a operadora estiver em recuperação judicial.

LEIA TAMBÉM:


8 comentários:

  1. A Nextel é um lixo... Qualquer um que compre estará fazendo um favor

    ResponderExcluir
  2. Tim está prestes a se tornar a maior empresa de telefonia do Brasil...
    Tchau VIVO!

    ResponderExcluir
  3. Digo se a Tim aumentadas sua rede de cobertura, não precisava comprar outras empresas, mesmo porque a Oi e a Nextel também tem uma cobertura limitada, ou seja, a Tim estaria aumentando sua carteira de clientes, porém a rede continuará limitada, não irá resolver o seu problema hoje que é sua cobertura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Podia comprar mesmo a Cemig telecom e oferecer banda larga fixa para BH.

      Excluir
    2. Seria uma boa, porém a TIM está de olho na licença que a OI de TV por assinatura, a TIM é a única que não pode oferecer combos com TV e por isso saí atrás da concorrência.

      Excluir
  4. Só lembrando que não é a CEMIG que está a venda, a TIM não vai sair por aí cobrandoando conta de luz, o que está à venda é a divisão TELECOM da Cemig, que nada tem a ver com a companhia de energia, mas eu torço pela fusão com a OI, a OI e a TIM são mais do povão, a VIVO é metida a besta, só quer prestar bom serviços para a população rica das cidades.

    ResponderExcluir
  5. Fusao TIM e Oi diminuiria a concorrencia deixando só 3 grandes. Nao seria bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não seria bom, concordo, mas infelizmente a Oi já mostrou que não é capaz de existir independente, mesmo com três ainda teremos vantagem sobre o resto da América Latina que só conta com duas operadoras como opção.

      Excluir