domingo, 25 de maio de 2014

Ministro das Comunicações vai debater qualidade da telefonia na terça

O que você achou? 
As audiências estão sendo requeridas por vários senadores e a mais recente contou com a presença de representantes das principais empresas do setor.


Para dar continuidade ao debate sobre o serviço de telefonia móvel, o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, irá ao Senado na próxima terça-feira (27), às 10h. A audiência pública é uma realização conjunta das Comissões de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor, e Fiscalização e Controle (CMA), de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) e de Serviços de Infraestrutura (CI).

Na última terça-feira (20), o debate sobre o tema contou com a participação dos presidentes das empresas Vivo, TIM e Claro, respectivamente: Antonio Carlos Valente, Rodrigo Abreu, e Carlos Zenteno. Também participaram do debate o jornalista Leão Serva, da Folha de São Paulo, e a promotora do Ministério Público de Sergipe Euza Missano, que criticaram as falhas nos serviços de telefonia móvel e internet e a incapacidade da Anatel de fiscalizar as operadoras.

A falta de infraestrutura foi a justificativa alegada por eles para a baixa qualidade do serviço. Segundo os executivos, seria necessário instalar mais antenas e, para isso, mudar a legislação, aprovando o projeto da Lei Geral das Antenas (PLS 293/2012).

O presidente da Anatel, João Rezende, afirmou que tem fiscalizado as empresas e constatado que algumas não têm cumprido a velocidade de internet normatizada pelo órgão.

Outro fator questionado na audiência foi o alto preço das tarifas pelo serviço de telefonia móvel, indicado por estudo da União Internacional de Telecomunicações (UIT). Os presidentes das telefônicas rebateram as acusações de que as tarifas são muito altas no Brasil, afirmando que o estudo da UIT se baseou em tabela da Anatel com valor máximo das tarifas. E o jornalista Leão Serva disse que as promoções não duram para sempre, pois são colocados limites nos planos ilimitados.

As audiências públicas foram requeridas por vários senadores. A reunião de terça-feira será realizada na sala 6 da Ala Senador Nilo Coelho.

Com informações de Senado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário