18/07/2024

Microsoft proíbe uso de smartphones Android por funcionários na China

Medida da empresa exige que funcionários passem a autenticar suas credenciais no sistema da corporação com um smartphone da Apple.

A Microsoft Corp. informou aos funcionários na China que os dispositivos com Android estão banidos da autenticação de suas credenciais no sistema da corporação. Com a medida, toda a equipe terá que migrar para o iPhone até setembro de 2024. A informação foi revelada pela Bloomberg. Até mesmo celulares de marcas chinesas como a Huawei e a Xiaomi serão proibidos.

Noel Celis | Afp | Getty Images

De acordo com o memorando interno revisado pela Bloomberg News, mesmo que os funcionários usem computadores com Windows, eles terão que adquirir o smartphone da Apple para verificar suas identidades ao fazer login em computadores ou telefones de trabalho.

A medida faz parte da Secure Future Initiative global da Microsoft, que alega estar se precavendo contra ameaças cibernéticas que podem ocorrer através de hardware produzido no país e dos aplicativos locais. O objetivo é garantir que todos os funcionários usem o gerenciador de senhas Microsoft Authenticator e o aplicativo Identity Pass.

Com a determinação, qualquer funcionário que use aparelhos Android, receberá da própria Microsoft um iPhone 15, como uma compra única. A empresa disponibilizará os smartphones da Apple para coleta em vários centros na China, incluindo Hong Kong, onde os serviços do Google são acessíveis. Haverá pontos de coleta para os funcionários entregarem os smartphones com Android.

De acordo com a Bloomberg, a mudança destaca a natureza fragmentada das lojas de aplicativos Android na China e as crescentes diferenças entre os ecossistemas móveis chineses e estrangeiros. O Google Play não está disponível no país chines, ao contrário da loja iOS da Apple. A Microsoft optou por bloquear o acesso desses dispositivos aos seus recursos corporativos porque eles não têm os serviços móveis do Google no país, dizia a mensagem.

A empresa está aumentando sua segurança em todo o mundo depois que sofreu ataques repetidos de hackers patrocinados pelo estado, com uma violação relacionada à Rússia divulgada em janeiro afetando dezenas de agências do governo dos EUA, incluindo o Departamento de Estado.

A Microsoft China possui o maior centro de pesquisa e desenvolvimento da empresa fora dos Estados Unidos, com mais de 6 mil engenheiros e cientistas apenas em R&D.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários