19/07/2024

TIM deve ter mais ‘espaço’ com novos rumos da Telecom Italia, diz presidente

CEO da TIM no Brasil falou sobre a imagem da telecom diante da situação atual da controladora da companhia.

O presidente da TIM Brasil, Alberto Griselli, declarou nesta quinta-feira que a venda da infraestrutura física da Telecom Itália, que é a controladora da TIM Brasil, pode proporcionar recursos adicionais que impulsionarão os investimentos da empresa no Brasil.

Atualmente, a TIM Brasil é a principal fonte de receita para a Telecom Itália, contribuindo com aproximadamente 35% do lucro operacional do grupo italiano, medido antes da dedução de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda). Este valor destaca a a TIM Brasil para a Telecom Itália e sugere que qualquer incremento nos investimentos pode ter um impacto significativo tanto para a operação no Brasil quanto para o grupo como um todo.

Durante um evento internacional sobre inovação e tecnologia realizado no Rio de Janeiro, Griselli declarou à agência de notícias Reuters que o Brasil é a prioridade principal do grupo, referindo-se ao país como a “joia da coroa”. Ele explicou que atualmente, o Brasil representa mais de um terço do Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) do grupo, e ressaltou que essa participação está prevista para crescer ainda mais.

No final de maio, a empresa de investimentos dos Estados Unidos, KKR, recebeu aprovação completa da União Europeia para adquirir a rede de telefonia fixa da Telecom Italia. Este negócio está avaliado em 22 bilhões de euros. A compra foi autorizada sem restrições, o que significa que a KKR pode proceder com a transação conforme planejado.

Sobre o impacto da aquisição, Griselli comentou que, com a operação da KKR, os 35% que a TIM representa no lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) da Telecom Italia provavelmente terão um papel mais significativo na nova estrutura da empresa. Essa mudança indica que a transação pode reconfigurar a dinâmica operacional e financeira da Telecom Italia de forma positiva.

A TIM investe aproximadamente 4,5 bilhões de reais anualmente no Brasil. Recentemente, foi discutido que uma eventual redução da dívida da controladora da TIM poderia liberar mais recursos para investimentos da empresa no país.

Segundo Griselli, a venda de ativos no exterior pela nossa controladora reduz sua alavancagem financeira. Isso nos proporciona maior flexibilidade na estrutura de capital aqui no Brasil, permitindo-nos maior margem de manobra para investimentos.

“A venda lá fora da rede faz nosso controlador se desalavancar; na medida que eles se desalavancam nós temos mais flexibilidade na estrutura de capital aqui e, assim, mais margem de manobra”.

Atualmente, a TIM já oferece cobertura 5G em 322 cidades brasileiras. No entanto, o executivo não mencionou uma previsão específica de quando a tecnologia 5G estará disponível em todo o território nacional.

ViaUol
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários