18/06/2024

União Europeia aprova compra da rede fixa da Telecom Italia pelo KKR

De acordo com o órgão executivo da UE, a transação não vai causar problemas de concorrência no Espaço Econômico Europeu.

Nesta quinta-feira (30), o fundo de investimento norte-americano KKR obteve a aprovação antitruste incondicional da União Europeia para a aquisicao da rede de telefonia fixa da Telecom Italia, em um negocio de 22 bilhões de euros (24 bilhoes de dolares). O acordo compreende as redes de telefonia fixa primária (TIM) e secundária (FiberCop) da empresa italiana.

Foto: REUTERS/Yara Nardi

O negócio é significativo porque marca a primeira vez que um antigo monopólio telefónico num grande país europeu está a alienar a sua rede fixa. De acordo com o órgão executivo da UE, a transação não vai causar problemas de concorrência no Espaço Econômico Europeu.

A Comissão Europeia explicou que foi avaliado o impacto da venda sobre o mercado de balada na Itália, e concluíram que o negócio não deve reduzir significativamente o nível de concorrência, decidindo assim pela aprovação do negócio. “Os acordos de longo prazo existentes com vários requerentes de acesso […] garantem que a KKR não será capaz de deteriorar as condições de acesso grossista ou encerrar esse acesso”, diz a comissão.

“A Comissão investigou o impacto da transação no mercado grossista de serviços de acesso de banda larga em Itália e concluiu que não reduziria significativamente o nível de concorrência”, disse o executivo da UE, que também atua como órgão de fiscalização antitruste da UE, num comunicado.

Para conseguir a aprovação do negócios, o fundo KKR respondeu às preocupações dos rivais da Telecom Italia sobre os contratos existentes implementados após a criação da FiberCop. Com isso, se comprometeu a manter os mesmos termos e preços, de acordo com a agência Reuters. Esta solução informal também acalmou as preocupações da UE.

Ainda de acordo com a Comissão, um acordo mestre de serviços (MSA) que regerá o relacionamento entre a NetCo (a rede adquirida pela KKR) e a TIM pós-transação não é parte integrante da transação, pois não é um acordo através do qual a KKR adquire o controle sobre NetCo. Alguns rivais, incluindo a Vodafone, expressaram preocupações sobre esse contrato.

Em nota, a Telecom Italia afirmou que “a decisão tomada pela Comissão Europeia permite confirmar que a operação será concluída dentro dos prazos previstos”. A luz verde da UE permitirá agora que o acordo seja finalizado em breve, disse o ministro da Economia italiano, Giancarlo Giorgetti, num comunicado.

Com a aprovação da venda da rede, que é um plano apoiado pelo governo para reduzir os pesados ​​encargos financeiros da TIM, as ações do grupo ficaram positivas e fecharam a sessão de quinta-feira com alta de 1,5%, revertendo perdas anteriores após o comunicado da Comissão.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários