30/05/2024

Telecom Italia altera montante de dívida relacionada à sua rede fixa NetCo

Por meio de nota, a empresa explicou que a mudança foi feita por causa de uma ‘demanda de mercado maior do que o esperado’.

Nesta quinta-feira (02), o Grupo TIM (Telecom Italia) anunciou que a alteração do montante da dívida relacionada a NetCo, sua unidade de rede fixa que foi vendida para o fundo KKR. A empresa aumentou a troca de dívida, que passou de 5 bilhões de euros (aproximadamente R$ 27,35 bilhões) para 5,53 bilhões (R$ 30,25 bilhões).

Crédito: Freepik

Por meio de nota, a empresa italiana explicou que a mudança foi feita por causa de uma “demanda de mercado maior do que o esperado”. O que o Grupo TIM planeja fazer é transferir alguns de seus títulos denominados em euros e dólares para a Optics BidCo, subsidiária da KKR que será responsável pela gestão da NetCo após a conclusão da venda da rede fixa.

No caso, investidores foram convidados pela empresa a trocar os títulos originais por novos sob os mesmos termos, incluindo vencimento, taxa de juros, datas de pagamento e cláusulas restritivas. Dessa forma, se a venda do ativo for concluída até 15 de outubro, as notas serão trocadas obrigatoriamente.

A unidade de rede fixa da Telecom Italia foi vendida para os fundo norte-americano KKR em uma transação estimada no no valor de 18,8 bilhões de euros (aproximadamente R$ 104,36 bilhões), mas pode subir para 22 bilhões de euros (R$ 122,13 bilhões) caso algumas condições sejam alcançados até o fechamento do negócio.

No mês passado, a operação chegou à fase de análise concorrencial e regulatória, onde o departamento de concorrência da União Europeia (UE) deve analisar o negócio do ponto de vista das regras de competição.

Embora esteja avançando, o Grupo TIM tem enfrentado disputas com os seus acionistas. Enquanto o minoritário Merlyn Partners questiona o negócio e sugere a manutenção da rede fixa e a venda da TIM Brasil, a Vivendi, que é a maior acionista individual com cerca de 24% de participação, entrou na Justiça Italiana contra a operadora, contestando a legitimidade da decisão do conselho.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários