18/06/2024

MCom doa mais de 100 computadores para pontos de acolhimento no RS

Doações foram para cidades como Porto Alegre, Pontão, Esteio, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Santa Maria, Pelotas, Canoas e Rio Grande.

Dentre uma série de ações que o Ministério das Comunicações (MCom) tem realizado para auxiliar as equipes de resgate e as vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, nesta segunda-feira (20), a pasta realizou a entrega de 113 computadores para 16 locais de acolhimento no estado.

Foto: Shizuo Alves/MCom

Foram priorizadas localidades que estão atualmente funcionando como ponto de apoio e abrigo para as pessoas desabrigadas e desalojadas. As doações foram para escolas, associações e ONGs que vão usar os computadores para solicitar requerimentos de benefícios assistenciais e remissão de documentos.

De acordo com o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, os computadores “é uma das formas que podemos contribuir para a efetividade dos serviços básicos nas áreas afetadas pelas chuvas”. “A força-tarefa do Ministério com a Anatel e as operadoras de telefonia já restabeleceu a comunicação em todos os municípios e os Correios seguem fazendo arrecadações para abastecer o estado. Faremos tudo que está ao nosso alcance para a reconstrução do Rio Grande do Sul”, afirma.

As entregas das doações foram feitas em pontos de apoio e acolhimento das cidades de Porto Alegre (7), Pontão (1), Esteio (1), Bento Gonçalves (1), Caxias do Sul (2), Santa Maria (1), Pelotas (1), Canoas (1), Rio Grande (1) e Lajeado do Bugre (1).

Essa foi mais ação que parte do esforços do Ministério das Comunicações para auxiliar as regiões afetadas no Rio Grande do Sul. Inclusive, o ministro esteve no estado no último dia 08 para acompanhar a entrega de parte das doações arrecadadas nas várias agências dos Correios e os trabalhos da Anatel e Telebras para total restabelecimento do serviço de telecomunicação nas cidades prejudicadas.

Entre as outras ações do MCom estão a autorização das operadoras para abrir o roaming móvel, permitindo que independente da da empresa do cliente, ele pode acessar a rede móvel de outra tele sem custo. Além do envio de antenas emergências da Telebras, e destinação de recursos do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) para a reconstrução da rede de telecomunicações afetadas pelas enchentes.

ViaMCom
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários