14/05/2024

Correios já arrecadaram 9 mil toneladas de doações para o RS; veja detalhes

Correios compartilhou status de doações para o Rio Grande do Sul e como é possível participar da campanha.

A campanha do Ministério das Comunicações e dos Correios para ajudar as vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul já coletou 9 mil toneladas de doações da população. Até agora, 2,4 mil toneladas desses donativos foram entregues ao estado por caminhões da empresa estatal.

O ministro das Comunicações, Juscelino Filho, enfatizou a solidariedade dos brasileiros e o compromisso do Governo Federal, liderado pelo presidente Lula, em auxiliar o povo gaúcho afetado pelas chuvas. Ele ressaltou a importância da união neste momento difícil.

“Isso mostra o forte espírito de solidariedade do povo brasileiro, que foi convocado a ajudar e se apresentou prontamente. A determinação do presidente Lula é muito clara e todo o Governo Federal está dedicado a ajudar o povo gaúcho, que tanto sofre com as chuvas. Agora é momento de união”.

Os Correios em todo o Brasil estão recebendo doações para ajudar as vítimas das chuvas no Rio Grande do Sul. As agências em todo o país, mais de 10 mil unidades, estão aceitando doações de água, alimentos básicos, itens de higiene pessoal, produtos de limpeza, roupas de cama e banho, e ração para animais de estimação.

O presidente da estatal, Fabiano Silva dos Santos, destacou o empenho do governo federal em ajudar as famílias gaúchas afetadas e afirmou que a estrutura dos Correios continuará a arrecadar e transportar o necessário para ajudar a população.

“Esses resultados mostram o grande esforço que o governo federal está empenhando para ajudar as famílias gaúchas nesse momento. Nossa estrutura continuará a arrecadar e transportar o que for necessário para ajudar a população”.

Os Correios estão transportando doações para os moradores do Rio Grande do Sul gratuitamente através de suas carretas. Embora não seja obrigatório, eles sugerem que os doadores embalem e identifiquem os itens doados.

Para otimizar a logística, pedem que as doações de água potável sejam concentradas no Sudeste e Sul, enquanto os itens secos como ração para pets, materiais de limpeza e higiene pessoal sejam doados pelas outras regiões.

Essa ação é coordenada pela Diretoria Executiva dos Correios em conjunto com o Ministério das Comunicações, que está envolvido no grupo de crise para lidar com a situação.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários