18/06/2024

Espanha passa a ter 10% de participação na Telefónica

Após anunciar desejo de investimento na Telefónica e gradualmente ampliar participação na companhia governo Espanhol atingiu primeira meta.

O governo espanhol aumentou sua participação acionária na Telefónica para 10%, alcançando uma meta estabelecida em dezembro do ano passado. Essa aquisição foi realizada através da Sociedade Estatal de Participações Industriais (SEPI), um fundo estatal dedicado a investimentos estratégicos.

Essa medida foi tomada como uma resposta à aquisição feita pela empresa de telecomunicações saudita STC, que adquiriu cerca de 9,9% das ações da Telefónica em setembro de 2023. A Telefónica é uma empresa multinacional espanhola e controladora da Vivo no Brasil. O aumento da participação do governo espanhol teve como objetivo equilibrar a influência da STC na empresa.

O governo espanhol considera a Telefónica, uma empresa que já foi estatal, como tendo um valor estratégico significativo. Isso se deve ao fato de que a Telefónica é uma das principais empresas do país e desempenha um papel de liderança no setor de telecomunicações, além de ser fundamental em outras áreas estratégicas.

A empresa é considerada crucial devido às suas capacidades industriais e áreas de conhecimento, que abrangem atividades importantes para a economia e o tecido produtivo do país. Além disso, suas operações estão ligadas a questões de segurança e defesa, o que a torna ainda mais relevante para o governo espanhol. Essa perspectiva foi expressa pela SEPI em um comunicado oficial.

O fundo de investimento comprou 567 milhões de ações de uma operadora a uma média de 4,02 euros por ação, totalizando cerca de 2,28 bilhões de euros (R$ 12,61 bilhões). Antes da compra, o fundo já possuía 541 ações da empresa. Após a transação, passou a deter um total de 567.016.696 ações. A SEPI, responsável pela compra, afirmou que a participação do governo é de longo prazo, visando estabilidade acionária e proteção das capacidades estratégicas da empresa.

A SEPI aumentou gradualmente sua participação na Telefónica desde março, começando com 3% e aumentando para 5% e 6% em abril. Em 20 de maio, atingiu sua meta de 10%, conforme relatado à CNMV. Paralelamente, a CriteriaCaixa também elevou sua participação para 5% e planeja aumentá-la para 10%.

1 COMENTÁRIO

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários