05/04/2024

Spacex acusa TIM de dificultar acesso à informações sobre espectro na Itália

Segundo a empresa, a Telecom Italia tem descumprido regulamentos que a obriga a partilhar dados cruciais do espectro sem fio com a Starlink.

A Spacex apresentou uma queixa ao Ministério da Indústria da Itália e à Agcom (órgão regulador de telecomunicações), acusando a TIM de descumprir os regulamentos que a obrigam a partilhar dados cruciais do espectro sem fio com a Starlink, dificultando significativamente a implantação de novos equipamentos de gateway pela empresa de Elon Musk.

Foto: Ludic Web

De acordo com a SpaceX, a recusa de prestar informações sobre o espectro põe em risco os serviços da Starlink na Itália, assim como a potencial expansão e início das operações da constelação de satélites no sul da Europa e no norte da África.

Segundo a Starlink, a Telecom Italia “informou claramente à Starlink que não deseja coordenar”, ao contrário das práticas seguidas por outras operadoras. Esta falta de cooperação poderá resultar em interrupções de serviço em regiões dependentes de equipamentos estacionados em Itália.

A primeira solicitação de informações foi dada em meados de outubro. Segundo a SpaceX, a TIM respondeu dizendo que a Starlink não deveria ser permitido em determinadas frequências pelo que chama de “razões técnicas”.A Telecom Italia rejeitou o que descreveu como uma reconstrução parcial dos fatos que não leva em conta as discussões em andamento”, disse a empresa de satélite.

Por causa disso, a Starlink pediu ao Ministério da Indústria da Itália para intervir e obrigar a Telecom Italia a cooperar com as informações, pois esse impasse pode forçar a empresa a transferir o seu investimento da Itália e de outros países europeus.

Tanto o regulador italiano de comunicações, Agcom, como o Ministério da Indústria do país estão a investigar o assunto, mas ainda não comentaram publicamente o assunto. Já um porta-voz da TIM comentou o assunto, afirmando que “que já forneceu o feedback devido a Starlink e, em resposta a novas solicitações de dados, inclusive sensíveis e relevantes para a segurança das comunicações, confirma sua disposição de dialogar com Starlink através da mediação planejada do Ministério das Empresas e Made in Italy”.

A Starlink é uma empresa controlada pela SpaceX que oferece serviços de internet banda larga por meio de uma rede de aproximadamente 5.500 satélites, que possui um potencial de atender milhões de clientes.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários