05/04/2024

Policial Civil fecha operadora clandestina de internet no Rio de Janeiro

De acordo com a PC, o empreendimento seria um dos braços financeiros da milícia que atua na região. Um homem foi preso em flagrante.

No início da semana, a Polícia Civil desarticulou um esquema clandestino de fornecimento de internet banda larga, em Paciência, na zona oeste do Rio de Janeiro. A ação policial é parte do avanço significativo no combate às operações ilegais de telecomunicações na região.

Divulgação/Polícia Civil

No episódio, os agentes da Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados (DDSD) da Polícia Civil, após receberem uma denúncia anônima apontando o endereço onde funcionaria uma operadora, que operava de forma irregular, utilizando infraestrutura e equipamentos de companhias estabelecidas sem qualquer autorização para oferecer o serviço de internet.

No local, os investigadores encontraram aproximadamente 20 metros de cabos drop com a logomarca “Oi”, um dos principais indícios da atividade ilegal em curso. O uso de equipamentos com logomarca de uma operadora conhecida e que opera legalmente no país é uma forma de forjar a legitimidade do material e do serviço oferecido. Também foram encontrados modems.

Durante a fiscalização, um homem que se identificou como proprietário do estabelecimento, acompanhou a inspeção. Ao ser solicitado, responsável pela operação ilegal, identificado como Suremar Leite de Oliveira Junior, não presentou documentação legal do provedor nem dos equipamentos utilizados.

Devido a ausência de documentação adequada, o homem foi preso em flagrante, e todo o material desmontado e apreendido pelos agentes da Especializada. De acordo com a Polícia Civil, o empreendimento seria um dos braços financeiros da milícia que atua na região.

Situações como essa é alerta para os consumidores ao contratarem serviços de internet na sua região. Além das ações das autoridades no combate à pirataria e ao fornecimento não autorizado de serviços de internet, os usuários também devem ficar atentos.

Por isso é sempre importante saber a procedência, para não correr o risco de contratar um serviço, que além de ilegal, podem ser inseguros e de péssima qualidade. Além disso, não há suporte legal quanto a reclamações e possíveis problemas que venham a ocorrer na rede.

4 COMENTÁRIOS

Se inscrever
Notificar de
guest
4 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários