26/02/2024

Itaú afirma que faltam aplicações 5G para os bancos

Representante do banco Itaú reclamou que mesmo com a ampliação do 5G no Brasil ainda há pouco investimento na rede voltado para os bancos.

Fábio Napoli, o diretor de tecnologia do Itaú, comentou sobre o 5G oferecido pelas operadoras, destacando suas características de alta velocidade, baixa latência e capacidade de conectar diversos dispositivos simultaneamente. No entanto, ele observou que ainda faltam aplicações financeiras específicas para aproveitar ao máximo a quinta geração de redes celulares.

5G

Durante o evento Itaú 5G Tech Day, que aconteceu na última quarta-feira, 22, Napoli explicou que o encontro com a comunidade de telecomunicações foi uma espécie de desafio, especialmente para incentivar as operadoras a desenvolverem mais aplicativos financeiros. Ele deu como exemplo a ideia de utilizar a estrutura técnica do Pix e disponibilizá-la como um serviço na nuvem.

Em resposta a essa proposta, Alex Salgado, CRO da Vivo, sugeriu realizar um teste com uma agência digital totalmente conectada ao 5G, incluindo todos os dispositivos. Por outro lado, Alexandre Dal Forno, diretor executivo da TIM, propôs um teste voltado para clientes de investimento do banco que realizam operações financeiras e, teoricamente, necessitariam de baixa latência.

Napoli e Augusto Nellesen, superintendente de tecnologia, concordaram com a sugestão da Vivo e a ampliaram para incluir a TIM e a Claro, cuja representação ficou a cargo de José Formoso, CEO da Embratel.

Quanto à ideia de Dal Forno, ela foi considerada “intrigante”, pois tem o potencial de eliminar um intermediário, como a plataforma de processamento dentro da bolsa de valores.

Por sua vez, Nellesen compartilhou com a Mobile Time sua expectativa quanto ao avanço do 5G no aplicativo do banco. Um exemplo concreto de experimentação interna no banco envolve a implementação de atendimento em tempo real e interativo, integrando videochamada, dados e voz. Em outras palavras, um profissional bancário pode estabelecer comunicação com seu cliente, apresentar opções de investimento por meio de uma planilha e realizar colaborativamente um trabalho em conjunto.

O superintendente explicou que essa abordagem será implementada em todos os serviços do banco, abrangendo desde o atendimento corporativo até as operações nas agências convencionais. Nellesen confirmou que essa solução específica está atualmente em fase de testes nas áreas de agência digital e atendimento empresarial da instituição financeira.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários