24/05/2024

Prefeitura de Salvador amplia internet para 300 escolas da cidade

Das 430 unidades escolares da rede municipal de ensino, 300 instituições agora contarão com 500 MB de velocidade.

Por meio do programa Nossa Escola, pacote de 11 ações da Secretaria de Educação (Smed) para recuperar a defasagem no aprendizado causada pela pandemia da covid-19, a Prefeitura de Salvador está ampliando a conexão com a internet de 300 das 430 escolas da rede municipal de ensino, que agora contarão com 500 MB de velocidade.

Crédito: Jefferson Peixoto/ Secom

As demais unidades serão beneficiadas com Infovia da Cidade Inteligente, com mais de 800 km de conexão por fibra óptica.

O secretário Thiago Dantas explica que as conexões mais rápidas vão potencializar o uso das plataformas de Educação Digital do município, como a AVA, como estratégia complementar de ensino, e o Tech4Kids, de letramento digital. “O retorno que a gente recebe dos educadores que têm colocado essas ferramentas em prática é muito positivo“.

“Os professores da nossa rede vêm sendo testemunhas de como a tecnologia representa um ganho verdadeiro em termos de desenvolvimento global dos alunos. Quando a criança desenvolve competências de programação, ela também desenvolve competências que são muito exigidas em disciplinas da grade curricular comum como, por exemplo, matemática”, acrescentou.

Até o momento, 230 escolas municipais contam com conectividade com 500 mb de velocidade, sendo que até o final de julho, a expectativa é chegar a 300 unidades escolares. Com a implantação da Infovia em paralelo, o esperado é que 130 escolas sejam conectadas nos próximos 6 dias, e que a fibra óptica chegue a todas as 430 unidades até o final do ano.

Além de levar conectividade de qualidade e mais rápida para as escolas, outros programas também estão no radar para melhorar qualidade do ensino na cidade. como a ampliação do Prosa (Programa Salvador Avalia), que agora será realizado com todos os alunos do 1º ao 9º anos do Ensino Fundamental I e II, alcançando quase 100 mil crianças e jovens. Além disso, a prova será aplicada duas vezes neste ano.

Outro programa é o Agente da Educação: Aluno Presente, que já existia, mas segundo Thiago Dantas, foi descontinuado durante a pandemia. Com o retorno, haverá a contratação de estagiários para apoiar ações de combate à evasão escolar.

“Esses agentes fazem um trabalho de análise de frequência do aluno e fazem a intervenção ou a busca ativa para garantir a permanência deles na escola. Esse programa tem uma formação específica, feita pelo Parque Social. Estamos em fase de seleção dos estagiários. Depois, eles vão entrar em processo de formação e devem estar atuando a partir do último trimestre deste ano”, explica.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários