05/04/2024

Intel fecha acordo com Ericsson e produzirá chips 5G otimizados

Acordo prevê a criação de um sistema em chip System-on-a-chip pela Intel, e viabilizar a produção de semicondutores de 1,8 nanômetro.

Nesta semana, a Intel anunciou um acordo de parceria estratégica com a Ericsson, onde poderá produzir componentes otimizados para a infraestrutura 5G da fabricante sueca, utilizando o processo Intel 18A, que deve viabilizar a fabricação de componentes de 1,8 nanômetro. A previsão é que esteja disponível em 2025.

Em termos gerais, a Intel deve criar um sistema em chip System-on-a-chip, ou SoC, tipo de chip que integra diversos processadores em um mesmo circuito integrado – para a Ericsson. Este chip deverá estar em conformidade com especificações específicas dos equipamentos de rede 5G, que incluem a capacidade de concluir tarefas em um menor período de tempo, consumir menos energia e adaptar-se a tamanhos ou escalas variadas.

Além disso, as empresas expandirão o uso de processadores Intel Xeon Scalable de quarta geração nas estações base Ericsson Cloud RAN e otimizarão o ecossistema para maximizar seu uso nessa área.

Os chips fornecidos devem ser “de próxima geração otimizada para a infraestrutura 5G”, indicou Sachin Katti, vice-presidente sênior e gerente geral de Redes e Borda do Grupo Intel. Juntos, de acordo com a Intel, isso permitirá que a empresa recupere sua liderança tecnológica no campo da litografia até 2025. Os clientes da Intel também devem se beneficiar do progresso nessa área. Ambas as empresas prometem trabalhar com os principais players do mercado para promover RANs abertas definidas por software.

Por meio de comunicado, a Ericsson explica que o futuro depende de redes totalmente programáveis e abertas definidas por software, à medida que o 5G vai avançando. Além de que, a companhia tem apostado e confiado nos negócios que envolvem a última geração de internet móvel.

Fredrik Jejdling, vice-presidente executivo e chefe de Redes da Ericsson, diz que “A Ericsson tem uma longa história de estreita colaboração com a Intel e temos o prazer de expandir ainda mais, pois utilizamos a Intel para fabricar nossos futuros SoCs 5G personalizados em seu processo 18A, que está alinhado com a estratégia de longo prazo da Ericsson para uma cadeia de suprimentos resiliente e sustentável”.

Já a Intel tem investido seus negócios em produzir chips para terceiros. Inclusive, fechou um acordo recentemente com para instalar uma fábrica de semicondutores na Alemanha, que deve estar em funcionamento dentro de quatro ou cinco anos.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários