18/05/2024

Testes de rede Wi-Fi 6E em Arena MRV atinge velocidade de 1,4 Gbps

Novo padrão, que é uma evolução do Wi-Fi 6, foi testado no estádio Atlético-MG, em Belo Horizonte, com presença do ministro do MCom.

A conectividade via Wi-Fi 6E está cada vez mais perto de se tornar realidade no Brasil. O novo padrão de internet foi testado na Arena MRV, casa do Atlético-MG, em Belo Horizonte. O evento aconteceu na semana passada com a presença do presidente do time, Sérgio Coelho, do ministro das Comunicações, Juscelino Filho (União-MA), entre outras autoridades.

O estádio é o primeiro da América Latina a receber essa tecnologia, que vem com a proporcionar internet de qualidade para todo o público da arena que tem capacidade para 46 mil pessoas. Por meio da rede Wi-Fi 6E, é possível ter uma conectividade mais estável, rápida e de maior performance. Seu diferencial está na oferta maior de canais, que evita o congestionamento da rede. Ou seja, ideal para grandes eventos, como shows e jogos.

Para os testes com o padrão Wi-Fi 6E, uma evolução do Wi-Fi 6, foram instalados pontos de acesso da série Cisco Catalyst 9166, equipamento recentemente homologado no Brasil pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que alcançou velocidade de download de 1,4 Gbps e upload de 1,2 Gbps, com latência de 10 ms (milissegundos).

Durante evento de teste, o ministro das Comunicações teceu elogios ao novo estádio atleticano e celebrou a inovação que ele trará.

“O mais importante é a gente estar vendo chegar uma tecnologia que vai conseguir prover uma internet de qualidade e velocidade em uma casa como essa cheia de pessoas”.

Jucelino Filho destacou que em grandes eventos é quase impossível se conectar a redes, seja móvel ou wifi, por conta do número de pessoas, e a “tecnologia da Arena MRV vai conseguir prover essa conectividade“.

Leandro Evangelista, CIO da Arena MRV, afirma que a equipe de tecnologia conversou com executivos de grandes arenas ao redor do mundo, como Tottenham Hottspur Stadium, na Inglaterra, e SoFi Stadium, nos Estados Unidos, incluindo responsáveis pelas operações de parques da Disney. Todos utilizaram WiFi com tecnologia semelhante.

“Implementamos essa tecnologia porque queremos disponibilizar para que o torcedor tenha a melhor experiência possível”, afirmou Evangelista explicando que embora boa parte do estádio já tenha cobertura, ainda há pontos que precisam de novos equipamentos para deixar o estádio completo, com internet até no centro do campo.

Até o momento, a internet via Wi-Fi 6E ainda não está disponível no Brasil. O espectro 6 GHZ oferece uma banda mais larga, o que minimiza congestionamentos de uso da rede em locais públicos e de grandes aglomerações, quando a internet dos celulares, por exemplo, costuma ficar lenta.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários