22/05/2024

SES recebe licença da Anatel para ampliar uso de frequência do satélite SES-17

Embora não sejam exclusivas, o satélite agora poderá operar com uma largura de faixa de 500 MHz entre 27.000 MHz e 27.500 MHz.

Nesta sexta-feira (02), foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), a autorização do Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para que a SES possa ampliar as frequências utilizadas pelo satélite SES-17 no território brasileiro. Embora não sejam exclusivas, o satélite agora poderá operar com uma largura de faixa de 500 MHz entre 27.000 MHz e 27.500 MHz.

A autorização concedida pela Anatel foi dada à New Skies Satellites, representante legal da empresa de Luxemburgo no Brasil, conforme está previsto no Ato 6.585, de 1º de junho de 2023, onde determina que o satélite SES-17 e suas estações terrenas devem “possuir filtros de recepção apropriados, a fim de se protegerem contra interferências prejudiciais provenientes de emissões em faixas adjacentes à faixa de recepção dos enlaces de descida”.

A empresa pagou um valor de R$ 102.677 para receber a licença de ampliação do direito de exploração da faixa ampliada. O SES-17 é um satélite geoestacionário (GEO) que opera na banda Ka, que foi lançado ao espaço em outubro de 2021, a bordo de um foguete que decolou de um porto espacial na Guiana Francesa. O sinal emitido alcança todas as Américas, a região do Caribe e o Oceano Atlântico.

Os serviços de telecomunicações estão em operação desde junho de 2022, e é interoperável com o sistema de comunicações da constelação O3b mPOWER, que segundo a empresa, planeja lançar comercialmente o serviço de banda larga da constelação no terceiro trimestre deste ano.

Por meio dos satélites, o fornecimento de dados tem foco no setor corporativo, sobretudo os mercados aeronáutico, marítimo e industrial, além de estruturas governamentais, em áreas remotas.

Até o momento, a SES conta com quatro satélites de órbita terrestre média (MEO), sendo que dois foram lançados no final de abril. A empresa planeja lançar os artefatos 5 e 6 neste mês. A expectativa é que a frota inteira da constelação O3b mPOWER tenha 11 artefatos, com os outros 7 e 8 com planejamento para serem lançados no segundo semestre deste ano.

“Nossas redes terrestres estão prontas, terminais de clientes estão sendo implantados e nós antecipamos o lançamento comercial para o terceiro trimestre no que promete ser um ano emocionante para a SES em 2023”, afirmou Steve Collar, CEO da empresa, no início de maio, quando divulgou os resultados financeiros.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários