27/02/2024

5G SA já conta com mais de 12 mil estações instaladas, segundo Anatel

Presidente do Gaispi, Moisés Moreira, declara que o país pode se tornar um líder na adoção e na exploração da nova era de conectividade.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), desde o leilão tem trabalhado para liberar o uso do 5G para os brasileiros, sendo que segundo dados da agência, atualmente 66,4% da população já estão com a faixa de 3,5 GHZ liberada, o que compreende 1.610 cidades onde a operadoras já podem iniciar o processo de ativação do sinal.

A rede pode ser disponibilizada para 141 milhões de brasileiros que vivem nessas cidades, segundo a Anatel. No total, no país há mais de 12 mil estações do 5G instaladas, sendo classificada pelo órgão como a maior rede do padrão standalone (SA) do mundo.

O presidente do GaispiI, grupo responsável pela implementação do 5G no país, e o conselheiro da Anatel Moisés Moreira, considera o caso brasileiro um sucesso. “Prestes a completar um ano de implantação no Brasil, o 5G, em sua fase inicial, é um sucesso, com um crescimento de usuários quase três vezes maior que o da tecnologia 4G no mesmo período, superando as expectativas. A velocidade de conexão foi bem recebida pela população que mostra interesse no avanço tecnológico“.

O conselheiro destaca o trabalho de todos envolvidos no processo, como a Anatel, o Gaispi e a EAF, incluindo a demanda da população, para o cronograma previsto no edital fosse adiantado, a exemplo das capitais e dos municípios com mais de 500 mil habitantes que já contam com a rede disponível, sendo que o calendário previsto era para 2025.

Moreira ainda informa da “liberação do 5G para os municípios com até 200 mil habitantes continua e já cobriu mais de 67% dos 1.103 municípios deste porte”. Além de que o Gaispi trabalha para liberar o mais rápido, a faixa de 3,5 GHz nas restantes cidades com mais de 100 mil habitantes (1.377).

Ele fala sobre o avanço tecnológico e econômico que o 5G trará para o Brasil. “Com um planejamento estratégico adequado, parcerias público-privadas sólidas e investimentos em pesquisa e inovação, o País pode se tornar um líder na adoção e na exploração dessa nova era de conectividade”.

Sempre importante para ter acesso ao 5G é necessário que o consumidor tenha um dispositivo compatível com a rede. Além disso, a liberação da faixa do 5G não significa que o sinal será ativado de imediato. A comercialização do serviço depende da estratégia de cada operadora, desde que esteja dentro do cronograma previsto no edital.

8 COMENTÁRIOS

Se inscrever
Notificar de
guest
8 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários