18/06/2024

Telecom: Santander aposta que a Vivo crescerá mais que a TIM no setor

Embora recomende a compra das ações de ambas empresas, o banco elevou o preço-alvo da Telefônica Brasil de R$ 52 para R$ 55.

Após a apresentação de ótimos resultados no primeiro trimestre do ano, o Santander espera que as operadoras de telefonia móvel continuem seu crescimento operacional ao longo do ano. O analista Felipe Cheng explica que “as telcos brasileiras continuam a oferecer uma assimetria positiva para os investidores”.

Cheng conta que as empresas de telecomunicações devem entregar um forte crescimento orgânico, que provavelmente será acima da inflação; as margens devem se expandir ao longo do ano impulsionadas pelas sinergias da consolidação; e o capex nominal deve cair.

Entretanto, entre a Telefônica (Vivo) e a TIM Brasil, os analistas Felipe Cheng e Cesar Davanco dizem que a Vivo é a nova preferência do banco no setor de telecomunicações, projetando um crescimento de receitas acima da inflação e da TIM Brasil.

Segundo Cheng, a possibilidade das teles entregarem crescimentos acima da inflação tem “intrigado” os investidores nos últimos meses, já que essas empresas “usualmente são vistas como companhias de pricing power limitado. No entanto, continuamos a ver as operadoras fazendo aumentos de preços acima da inflação”.

O Santander elevou o preço-alvo da Telefônica Brasil de R$ 52 para R$ 55, potencial de alta de 33,4% sobre o fechamento de ontem, reiterando recomendação de compra. As ações registram leve alta na sessão de hoje. Segundo a análise do banco, a empresa se beneficia dos fundamentos robustos do setor, que ficou mais racional após a dissolução da Oi, permitindo que as outras companhias implementem reajustes nos seus preços.

No caso da TIM Brasil, a instituição financeira manteve recomendação de compra e preço-alvo em R$ 17. “Ainda que a Vivo e a TIM tenham performado acima do Ibovespa este ano (+ 11% e + 16%, respectivamente), o valuation continua descontado em relação à média histórica,” escreveu o analista.

“Em termos relativos, acreditamos que a Vivo deveria negociar com um prêmio em relação à TIM, considerando um crescimento de top line mais forte, e uma percepção de qualidade melhor no portfólio”, diz o banco.

O Santander ainda avalia que a possível redução nos investimentos na expansão de 5G e fibra óptica, irá ajudar na melhoria da geração de fluxo de caixa e pagamento de dividendos significativos pelas duas empresas. Embora tenha a Vivo como preferência, ambas estão com ações a preços atrativos e são uma boa opção para investidores que querem exposição a um mercado mais defensivo.

1 COMENTÁRIO

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários