24/02/2024

Operação da PF mira empresa de internet associada a traficantes no RJ

Segundo a Polícia Federal, a companhia se associou a traficantes para impedir que outras instalassem seus serviços de internet e telecom.

Nesta quinta-feira (04), a Polícia Federal (PF) deu início a Operação Sem Mega, com o objetivo de desarticular uma associação criminosa voltada à prática dos crimes de tráfico de drogas, extorsão, lavagem de dinheiro e internet clandestina na cidade de Angra dos Reis, no Rio de Janeiro.

Foto: Polícia Federal-RJ

Na operação, cerca de 60 policiais federais cumprem 14 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Angra dos Reis, em endereços localizados nos municípios de Angra dos Reis, Nilópolis e Rio de Janeiro/RJ.

De acordo com as investigações que foram iniciadas em setembro do ano passado, uma fornecedora de internet teria se associado a traficantes locais com o intuito de impedir que outras empresas instalassem serviços de telecomunicação e internet nas comunidades de Angra dos Reis. O nome da empresa investigada não foi revelado.

Além disso, a fornecedora de internet ainda instala câmeras para os integrantes da associação criminosa, cujos equipamentos serviriam para monitoramento de ações policiais.

De acordo com a PF, os integrantes do tráfico retiravam e danificavam os equipamentos de outras fornecedoras de internet para favorecer a instalação de aparelhos da fornecedora investigada. Configurando assim, um monopólio na prestação dos serviços de telecomunicação nestas comunidades.

Diante disto, os investigados poderão responder pelos crimes de associação criminosa, tráfico de drogas, extorsão, lavagem de dinheiro e internet clandestina. As penalidades máximas dos crimes podem chegar a mais de 30 de reclusão, se forem somadas.

Para nomear a operação, “Sem Mega”, foi feito um trocadilho entre o pacote básico oferecido pela empresa investigada (uma internet com 100 megabits por segundo de velocidade) e o fato dos moradores ficam sem internet por causa da retirada dos equipamentos de outras empresas que fornecem o serviço.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários