12/07/2024

Globo fatura milhões com merchandising em novela; contrato envolve uma operadora

Até o momento, a emissora já fechou quatro contratos com empresas para exibir comerciais durante a trama Terra e Paixão.

As ações de merchandising estão trazendo bons resultados financeiros para a Rede Globo. A importância desse setor fica sempre clara na época do Big Brother Brasil. Mas dessa vez, o segmento novelístico também ficou em foco. Acontece que a emissora já fechou quatro contratos para comerciais durante a novela Terra e Paixão, que está no ar somente há uma semana.

Desses acordos, que incluem as empresas Coca-Cola, Vivo, Ambev e Sicoob, a Rede Globo já arrecadou cerca de R$ 100 milhões. No caso da marca de refrigerantes e da operadora móvel, elas não são novas, pois foram as únicas que fizeram contratos do tipo product placement, que é quando aparece de forma disfarçada dentro da novela Travessia (2022), novela recém-terminada de Gloria Perez.

No caso da Ambev e a Sicoob, que são novas clientes, o foco será na temática sertaneja para reforçar a marca Brahma, que dá nome a um circuito de shows do ritmo mais ouvido no Brasil, enquanto que a segunda fará aparições facilitando financiamentos bancários para a futura fazenda da protagonista Aline (Barbara Reis).

A primeira ação emocional dentro da novela Terra e Paixão aconteceu na última quarta-feira (10), com merchandising da Coca-Cola, onde aparecem os irmãos Daniel (Johnny Massaro) e Caio (Cauã Reymond) comendo petiscos e bebendo um refrigerante de dois litros. A propaganda foi bem explícita, com a garrafa bem visível para os telespectadores verem.

Na sua primeira semana de exibição, a novela Terra e Paixão marcou uma média de 24,1 pontos na Grande São Paulo, mesmo índice geral de Travessia. A Globo espera que a trama eleve seus índices e recupere o público da faixa.

Vale ressaltar que desde 2021, que a montadora de carros Caoa é a patrocinadora master das novelas das nove, cujo contrato vai até o final deste ano. A empresa chinesa pagou um valor próximo de R$ 1 bilhão, dividido durante os três anos de acordo.

Travessia nos trouxe um bom resultado para a Globo pela falta e apelo comercial, pois não teve ações de merchandising acordadas enquanto esteve no ar. Apenas contratos assinados antes de sua estreia foram cumpridos. Diferente do remake de Pantanal (2022), que teve diversos contratos fechados enquanto esteve no ar.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários