24/02/2024

Claro atinge a marca de 200 MW de geração de energia renovável

Atualmente, a operadora conta com usinas em vários estados do país, como Bahia, Goiás, Maranhão, Piauí e Mato Grosso do Sul.

Nesta segunda-feira (29), a Claro anunciou que atingiu a marca de 200 megawatts (MW) de produção em seu programa de geração de energia renovável – o Energia da Claro, iniciativa implementada em 2017 e que já conta com 85 usinas de geração distribuída em operação no Brasil.

Claro-atinge-a-marca-de-200-megawatts-MW-de-geracao-de-energia-renovavel

Em comunicado, a operadora explica que “Com plantas geradoras em vários estados […] além de projetos em construção nas demais unidades federativas, atualmente, a frente de geração distribuída do programa atende a 70% do consumo da empresa em baixa tensão, abastecendo mais de 25 mil unidades consumidoras e mais de 70% das antenas da Claro”.

A Claro ainda conta que a maior usina de geração distribuída, em capacidade instalada de potência, em operação no Brasil, faz parte do Energia da Claro. “Movida a biogás, a planta tem autorização para gerar até 4,65 megawatts médios (MWm) de energia, que conseguem abastecer 2.991 unidades da Claro, entre torres de telefonia, data centers e outras estruturas operacionais“.

Atualmente, a operadora conta com usinas em vários estados do país, como Bahia, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Piauí, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro, São Paulo e o Distrito Federal.

Buscando atender 100% o consumo em unidades de média tensão com as somas de iniciativas, a operadora ainda investe no mercado livre de energia e tem contratos de longo prazo no modelo PPA (Power Purchase Agreement) para aquisição de energia eólica. Isso faz com que os data centers, prédios administrativos e operações de grande porte usem apenas energia limpa.

Hamilton Silva, diretor de infraestrutura da Claro, explica que considerando a produção distribuída da empresa, além dos contratos firmados com o mercado livre, o “Energia da Claro deve gerar mais de 1 GWh/ano provenientes de fontes renováveis em 2023, o que equivale a 80% da energia consumida em todas as operações e instalações da empresa no Brasil”.

Dessa forma, com as iniciativas que buscam usar energia de fonte limpa, a operadora já somaria mais de 500 mil toneladas de dióxido de carbono (CO2) evitadas até o momento.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários