21/07/2024

Apple se torna segunda maior vendedora de celular no Brasil

Embora tenha aparelhos com os preços mais altos do mercado atualmente, a Apple é uma marca relativamente popular no Brasil.

De acordo com o ranking mensal StatCounter, em abril de 2023 a Apple tornou-se a segunda maior vendedora de smartphones no Brasil. Apesar disso, a Samsung ainda é a líder do mercado nacional, com uma fatia quase duas vezes maior que a da segunda colocada. A Motorola está em terceiro lugar, mas é possível que ocorram novas mudanças nessa disputa nos próximos meses, dependendo de fatores como o lançamento de novos dispositivos.

Apple

A empresa Motorola, reconhecida no setor de tecnologia, lançou recentemente no mercado brasileiro um novo dispositivo intermediário, denominado Moto G73, que se soma aos seus modelos top de linha, como o Motorola Edge Plus 2023 e o Motorola Edge 40, ainda não disponíveis no território brasileiro.

Um gráfico elucidativo, apresentado abaixo, permite constatar a posição da Motorola (representada na cor roxa) em relação à sua concorrência, tendo a Apple (indicada na cor cinza) ultrapassado a empresa, enquanto a Samsung (indicada na cor azul) se mantém no topo. Caso deseje visualizar a imagem com maior nitidez, recomenda-se acessar o site do StatCounter.

Tradicionalmente, a Apple apresenta a nova linha de iPhones em setembro, seguida do início das vendas algumas semanas depois e um aumento significativo durante as festividades de fim de ano.

Maiores marcas no Brasil

De acordo com a StatCounter, a Samsung continua liderando as vendas de celular no Brasil, apesar de ter sofrido uma pequena queda percentual no último mês. A Apple vem apresentando um crescimento constante desde o ano passado, enquanto a Motorola registrou uma queda abaixo de 20% pela primeira vez em um ano.

A Xiaomi é amplamente apreciada pelos consumidores brasileiros, mas parece ter atingido um ponto de estagnação no mercado, sem grandes variações positivas nos últimos 12 meses, embora sua posição de liderança não esteja ameaçada. As fabricantes Realme e Nokia, que voltou ao mercado brasileiro apenas em 2020, registraram um aumento leve nas vendas nos últimos meses, apesar de serem relativamente novas no país.

Veja a lista:

  1. Samsung – 40,71%
  2. Apple – 20,77%
  3. Motorola – 20,19,99%
  4. Xiaomi – 12,83%
  5. LG – 3,23%
  6. Asus – 0,7%
  7. Realme – 0,24%
  8. Nokia – 0,21%
  9. Huawei – 0,14%
  10. OnePlus e Google 0,08%
  11. Lenovo – 0,07%
  12. Infinix – 0,05%
  13. Alcatel e Oppo – 0,04%
  14. Sony – 0,03%
  15. Vivo – 0,02%

Na lista, além das marcas, estão incluídos aparelhos de origem desconhecida (0,24%) e outros (0,05%). É interessante notar que marcas que já deixaram o mercado de celulares, como a LG, ou que não têm mais representação no país, como Sony e HTC, ainda possuem registros de alguns dispositivos vendidos aqui. Isso pode ser explicado pela possibilidade de serem estoques antigos ou produtos importados.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários