22/07/2024

Apple celebra bons números de vendas no começo de 2023

Empresa de tecnologia, a Apple, compartilhou números de vendas no começo do ano e celebrou resultado positivos.

Nesta quinta-feira, a Apple divulgou seus resultados trimestrais, com receita e lucro acima das expectativas de Wall Street. As vendas do iPhone aumentaram e houve uma queda menor do que o esperado nas vendas de wearables (dispositivos usados em contato com o corpo), apesar do declínio contínuo no mercado de eletrônicos de consumo e da incerteza econômica. 

Apple

No segundo trimestre fiscal encerrado em 1º de abril, a Apple registrou uma queda de 2,5% nas vendas, totalizando US$ 94,84 bilhões. Esse número foi melhor do que as expectativas dos analistas, que previam uma queda de 4,4%, para US$ 93 bilhões, de acordo com dados da Refinitiv. 

O lucro da empresa permaneceu estável em US$ 1,52 por ação, em comparação com as expectativas de uma queda de 5,7%, para US$ 1,43 por ação, segundo a Refinitiv.

Enquanto a indústria de eletrônicos de consumo em geral está enfrentando uma queda nas vendas de smartphones, tablets e PCs devido à redução de gastos por consumidores e empresas que já adquiriram eletrônicos durante a pandemia, a Apple registrou um aumento de 1,5% na receita do iPhone. 

Em entrevista à Reuters na última quinta-feira, o presidente-executivo da Apple, Tim Cook, atribuiu o sucesso da empresa no segundo trimestre fiscal ao estabelecimento de um recorde de vendas de iPhone, impulsionado em parte pela conquista de novos usuários em mercados como a Índia. Cook recentemente viajou para a abertura das primeiras lojas físicas da empresa no país.

“Estamos entusiasmados com nosso desempenho em mercados emergentes. Estabelecemos recordes para a base instalada do iPhone em todos os segmentos geográficos e tivemos vendas muito fortes em mercados emergentes, especialmente no Brasil, Índia e México.”

De acordo com a Refinitiv, as vendas do iPhone excederam as expectativas dos analistas, aumentando 1,5% para 51,33 bilhões de dólares, enquanto previam uma queda de 3,3% para 48,9 bilhões de dólares. A unidade de wearables da Apple, que inclui dispositivos como AirPods e Apple Watch, apresentou uma queda inferior a 1%, totalizando 8,76 bilhões de dólares em vendas, comparada às estimativas de 8,4 bilhões de dólares, uma queda de 4,4%.

ViaUol
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários