12/04/2024

MCom e Anatel garantem união pela conectividade do Brasil

Ambas instituições, Ministério das Comunicações e a Agência de Telecomunicações, afirmaram que estão juntas pela conectividade no país.

O MCom e a Anatel falam sobre o compromisso de trabalhar juntas pela conectividade. Nesta terça-feira (25), o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, participou da cerimônia de abertura do seminário intitulado “Conectividade Significativa: um novo desafio para o Brasil”, organizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O evento tem como objetivo promover o debate e o compartilhamento de experiências para a promoção da conectividade significativa para todos os brasileiros.

Anatel

De acordo com Juscelino Filho, à medida que o acesso à Internet se torna amplamente disponível no Brasil, a conectividade significativa torna-se o principal foco das políticas públicas do Ministério das Comunicações (MCom). O ministro afirmou que o governo está comprometido em fornecer conectividade universal para todos os brasileiros nos próximos anos e está investindo significativamente para atingir essa meta.

 “Estamos comprometidos em prover conectividade universal para todos, dentro dos próximos anos, e estamos fazendo investimentos expressivos com enorme progresso em relação a essa meta”, disse o ministro.

Ele ainda destacou a importância da implementação dos compromissos de cobertura assumidos pelas empresas de telecomunicações na Licitação de Radiofrequências 5G, bem como dos investimentos nos programas Norte Conectado e Nordeste Conectado, dos projetos financiados pelo Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) e do Programa Internet Brasil para alcançar as metas estabelecidas pelo Governo Federal.

A Anatel e o MCom estão trabalhando juntos, disse o presidente da agência 

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Carlos Baigorri, afirmou que a agência está alinhada com os objetivos do Ministério das Comunicações (MCom) e trabalhando para alcançá-los. Ele enfatizou que o desafio atual é garantir que as pessoas que têm acesso à internet possam utilizá-la de maneira plena e segura. Baigorri alertou que 67% dos brasileiros conectados não sabem como utilizar a internet e destacou a importância de pensar em como ensinar as pessoas a utilizarem as redes onde elas estão disponíveis.

O ministro das Comunicações também está preocupado com a falta de habilidade digital de uma parcela significativa da população. Ele destacou que essa realidade exigirá um conjunto de iniciativas, incluindo a introdução de elementos específicos de letramento digital no processo de ensino das escolas públicas brasileiras.

Investimentos e parcerias 

Durante um evento, Morgan Doyle, representante do Banco Inter-Americano de Desenvolvimento (BID), destacou que a instituição aprovou uma linha de crédito chamada Brasil Mais Digital, no valor de US$1 bilhão, com o objetivo de financiar políticas públicas federais, estaduais e municipais em três eixos principais: infraestrutura digital, soluções financeiras e reforma de políticas e regulamentação, com baixo custo.

Os recursos serão direcionados para projetos que promovam a transformação digital por meio de maior e melhor conectividade, adoção de novas tecnologias, formação de talentos digitais e modernização dos serviços públicos.

Marlova Noleto, diretora e representante da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil, destacou a desigualdade de conectividade entre estudantes brasileiros, que ficou evidente durante a pandemia da Covid-19.

Ela ressaltou que os estudantes não tiveram acesso igualitário à educação, não só por conta dos pacotes de dados desiguais, mas também pela falta de equipamentos necessários para assistir às aulas remotamente. Noleto afirmou que há muitos desafios a enfrentar, mas a parceria com o Ministério das Comunicações e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) será fundamental para ampliar a inclusão digital e garantir o pleno acesso à cidadania.

ViaMCom
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários