11/07/2024

Gape finaliza vistoria em 696 escolas do programa Aprender Conectado

Grupo identificou que 9% não têm internet, 21% têm velocidade de conexão suficiente e 70% a velocidade de internet é suficiente.

O Gape, Grupo de Acompanhamento do Custeio a Projetos de Conectividade de Escolas presidido pelo o conselheiro Vicente Aquino comunicou nesta terça-feira (04), que já concluiu a vistoria em 696 escolas do total de 2.323 escolas nos estados do Amazonas, Pará e Paraíba, representando quase 30% da segunda fase do projeto Aprender Conectado.

A visita é a primeira etapa do programa, que fornecerá internet banda larga, rede wi-fi e kits de informática para instituições públicas de ensino de todo o Brasil. Segundo o grupo, das instituições que foram vistoriadas até agora, 9% não têm internet, 21% têm velocidade de internet suficiente, 70% apresentam velocidade de internet insuficiente e nenhuma dispõe de wi-fi, inviabilizando assim o uso da internet para fins pedagógicos.

Agora, outras 967 escolas no Amazonas, nas cidades de Manaus, Manicoré e Tabatinga, 1.059 no Pará, nos municípios de Afuá, Breves, Portel, Porto de Moz e Santarém, e 297 em João Pessoa, capital da Paraíba, serão vistoriadas nesta etapa, completando 2.323 escolas públicas no Norte e Nordeste do Brasil.

Conforme explica o Gape, nos critérios de escolhas são considerados municípios com maior número de escolas sem acesso a internet, (até as sem eletricidade), além da disponibilidade da estrutura de rede em fibra.

Vicente Aquino explica que

“Com essas novas visitas, estamos indo para a segunda etapa do Aprender Conectado, um projeto que vai transformar a vida dos alunos, dos professores e da comunidade como um todo, ao permitir que crianças de escolas públicas recebam uma educação conectada. Com Internet banda larga, kits de informática, capacitação dos professores, vamos mudar a realidade desses jovens e a história da educação no Brasil”.

Projeto Aprender Conectado

O projeto o projeto Aprender Conectado surgiu com o Edital do 5G, que destinou recursos da ordem de R$ 3,1 bilhões para levar conectividade às escolas públicas de educação básica, com a qualidade e velocidade necessárias para o uso pedagógico das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) nas atividades educacionais.

A fase piloto está sendo finalizada, que contempla dois municípios em cada uma das cinco regiões do país, totalizando 177 escolas públicas e aproximadamente 32 mil alunos, que receberão equipamentos de informática e terão melhores condições de aprendizagem com rede wi-fi e internet de alta velocidade.

Nessa fase estão sendo contempladas escolas nas seguintes localidades: No Norte, Pau D’Arco (PA) e Espigão do Oeste (RO); no Nordeste, Baía da Traição (PB) e Santa Luzia do Itanhy (SE); no Centro-Oeste, Gaúcha do Norte (MT) e Cavalcante (GO); na região Sudeste, Berilo (MG) e Silva Jardim (RJ), e na região Sul, Entre Rios (SC) e Coronel Domingos Soares (PR).

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários