21/05/2024

Anatel não planeja intervenção na Oi, afirma Baigorri

Carlos Baigorri comentou sobre situação da Oi a relação com a Anatel durante participação do congresso de tecnologia em Barcelona.

A Oi pode ficar tranquila quanto às intenções da agência reguladora? Na terça-feira, 28, Carlos Manuel Baigorri, presidente da Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel, declarou que não há planos em discussão dentro da agência para intervir na Oi. 

Carlos Baigorri, presidente da Anatel
Carlos Baigorri, presidente da Anatel.

Recentemente, a operadora conseguiu uma proteção de 30 dias contra credores através do sistema judicial para preparar um segundo pedido de recuperação judicial. O foco principal da empresa é reestruturar sua dívida com credores financeiros, que totaliza cerca de R$ 29 bilhões.

Representante da Anatel falou que não há discussão sobre intervir na Oi

O presidente da Anatel falou com jornalistas sobre a Oi durante o Mobile World Congress, que está acontecendo em Barcelona. Baigorri disse que o pedido de recuperação judicial e deixou claro que não há nenhuma pretensão de intervir na empresa:

 “Não estamos nem discutindo isso [intervenção]. Temos um grupo de trabalho […], mas não tem nenhuma proposta sobre isso no conselho diretor [da Anatel]”.

Baigorri foi questionado também se houve alguma informação sobre deterioração na qualidade dos serviços prestados pela Oi. Ele afirmou que não houve nenhum relatório que desse essa notícia à agência:

“Nesse momento, nós, no conselho diretor, não recebemos nenhum relatório que aponte isso. No que diz respeito à prestação de serviços, continua tudo igual”.

Baigorri ainda comentou sobre o grupo de trabalho 

O presidente da Anatel ainda acrescentou que o grupo de trabalho foi criado para analisar com profundidade a situação da Oi e que essa atividade está sendo realizada. Após essas avaliações que a agência vai propor quaisquer alterações dentro da operadora. Ou seja, até então não houve nenhuma proposta de mudança para a Oi.

“Nós determinamos que um grupo [de trabalho] fosse constituído para fazer um aprofundamento da situação da Oi e, a partir do diagnóstico desse aprofundamento, propor medidas para o conselho diretor. Esse é o trabalho que está acontecendo e nós não recebemos nenhuma proposta de nenhuma medida até o momento”.

1 COMENTÁRIO

Se inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários