18/04/2024

Anatel ajuda a encontrar vítimas no litoral norte de São Paulo mesmo com comunicação restrita

Tragédia causada por chuvas no litoral norte de São Paulo afetou a comunicação no local, porém a Anatel está ajudando no resgate das vítimas.

As chuvas que tem atingido o litoral Norte de São Paulo nos últimos dias do mês de fevereiro levaram a diversos deslizamentos de terra, o que impactou na cobertura dos serviços de telecomunicações, especialmente nas cidades da região de São Sebastião. 

Litoral Norte de São Paulo

Até o momento, a tragédia no litoral Norte de São Paulo matou 48 pessoas e não há um número confirmado de quantos desaparecidos. Em meio a todo o caos humanitário, a região está com uma das principais vias bloqueadas, que é a rodovia Mogi-Bertioga. 

Outro meio de acesso é a Rio-Santo, que também tem pontos de bloqueios. Todos esses fatores atrapalham ainda mais o reestabelecimento do serviço de telecomunicação. 

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel, há um grupo de acompanhamento em contato permanente com as operadoras e houve troca intensa de boletins sobre o status dos serviços na região do litoral norte de São Paulo. 

MCom e Anatel unem esforços para ajudar população do litoral norte de São Paulo

Tanto a agência, quanto o Ministério das Comunicações afirmam estar empenhados em ajudar na melhoria da comunicação no local até que todos os serviços sejam restabelecidos. 

O MCom, após a visita do presidente Lula da Silva na segunda-feira, 20, emitiu um comunicado avisando que a Telebras enviaria antenas para que fosse estabelecida conexão de internet via satélite nas áreas atingidas. 

“As antenas possibilitarão a comunicação das equipes que atuam nas áreas mais isoladas e na desobstrução de estradas, por exemplo”, disse o ministro Juscelino Filho.

Já a Anatel enviou servidores ao interior de São Paulo. Com equipamentos que normalmente são dedicados a identificação de interferências, como analisadores de espectro que detectam sinais que podem atrapalhar o serviço de rádio, TV e telefonia móvel; eles ajudam na busca de corpos e sobreviventes. 

Por meio do sinal de celulares ligados, mesmo sem o sinal de telefonia móvel na região, os servidores da Anatel conseguem ajudar as equipes de resgate na missão de buscas por pessoas em meio às consequências das enchentes e deslizamentos. 

Os serviços de telecomunicações estão sendo assistidos pelas operadoras, garantem as empresas

Quanto ao restabelecimento dos serviços de telecomunicação, a Claro, Vivo e TIM foram procuradas e todas emitiram nota se sensibilizando pela situação afirmando que estão trabalhando para resolver o que for possível, mas sem dar muitos detalhes do que está sendo feito. 

Claro

A operadora afirmou que disponibilizou um bônus gratuito de internet móvel para todos os clientes moradores da região que estão trabalhando para que o serviço seja normalizado o quanto antes. Embora, diga que já está com 95% da sua área de cobertura normalizada, exceto nas áreas onde houve grandes estragos. 

“A Claro informa que a sua rede está funcionando próximo da normalidade no Litoral Norte de São Paulo, sendo que opera com mais de 95% de seus sites. Novos casos específicos estão sendo tratados pontualmente […] [estamos] em contato com a companhia de energia elétrica e com equipes técnicas atuando para que os serviços fossem restabelecidos no menor tempo possível.”

Vivo

A Vivo informou que também já conseguiu reaver boa parte da sua área de cobertura na região e que a equipe técnica está à disposição. 

“A empresa segue atuando ininterruptamente para retomar completamente a operação nas demais localidades e mantém suas equipes técnicas em toda a região. A companhia ressalta que vem utilizando meios alternativos para chegar às áreas ainda de difícil acesso”.

TIM

Por fim, a TIM confirmou que há oscilações no serviço, especialmente nos locais mais atingidos e de difícil acesso e que a maior parte das suas antenas fica justamente em São Sebastião. 

“A TIM está trabalhando com toda força, com toda a equipe disponível no litoral norte de SP, para restabelecer serviços de voz e dados na região o mais rápido possível. Contudo, várias vias estão com acesso restrito, permitindo a passagem prioritária de equipes de resgate ou da Defesa civil. A TIM conta hoje com mais de 400 antenas em 5 cidades da região, sendo a grande maioria em São Sebastião, a cidade mais afetada pelas fortes chuvas.”

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários