28/02/2024

Redes móveis 5G terão crescimento lento até 2027, afirma Dell’Oro Group

Segundo o relatório, entre os desafios do setor estão a estabilidade da receita com RAN global para os próximos cinco anos.

De acordo com relatório de projeção do Grupo Dell’Oro, divulgado nesta quarta-feira (18), nos próximos cinco anos, o mercado de rede de acesso via rádio (RAN) e as redes móveis passaram por um processo de desaceleração devido a mudanças de tecnologias, mesmo que ocorra avanço do 5G entre as operadoras. Um dos motivos para esta mudança é um lento ciclo de adoção da quinta geração de internet móvel.

Na projeção, enquanto o avanço da RAN em nível global, fora da China, será menor de 1% até 2027, na tecnologia 5G RAN, no mesmo período, deverá crescer de 25% a 30%, o que não é suficiente para suprir o desligamento do LTE.

De acordo com Stefan Pongratz, vice-presidente e analista da empresa que observa o mercado, a mudança para o 5G ainda está em fase inicial, ao mesmo tempo, as tecnologias anteriores (2G ao 4G) se mantêm ativas. A redução do legado de redes móveis só deve ser mitigada com o avanço da cobertura de quinta geração móvel, assim como redes privativas, ampla oferta de frequências e FWA.

Segundo o relatório, mesmo com a previsão de crescimento para o 5G RAN, ele será “insuficiente para compensar os declínios acentuados no LTE”. Stefan Pongratz reforçar que “a jornada do 5G está apenas começando, mas, ao mesmo tempo, as etapas de cobertura e capacidade que moldaram os ciclos de capex com as tecnologias móveis anteriores a ela ainda se mantiveram”.

“À medida que as operadoras atingem suas metas iniciais de cobertura 5G, a oferta de frequências 5G, juntamente com a vantagem do FWA e, eventualmente, do 5G privado, reduzirá a variação em relação ao 2G-4G”.

Ano passado, o Grupo Dell’Oro já tinha alertado em relatório que as projeções de curto prazo para as redes móveis foram revisadas para baixo “para refletir desenvolvimentos mais fracos do que o esperado nos três primeiros trimestres de 2022”.

Segundo o relatório, entre os desafios do setor estão a estabilidade da receita com RAN global até 2027, excluindo China e o aumento de menos de 10% na categoria na China e na América do Norte, enquanto regiões menos maduras em redes móveis devem crescer com mais força.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários