06/04/2024

Elon Musk demite funcionários da sede do Twitter no Brasil

De acordo com o jornal Washington Post, foram demitidos profissionais que trabalhavam no setor de moderação de conteúdo da plataforma.

Desde que comprou o Twitter, o bilionário Elon Musk tem feito muitas mudanças na rede social, incluindo demissão de funcionários. Em uma nova leva de demissões, de acordo com o jornal norte-americano Washington Post, o dono da Tesla demitiu quase todos os funcionários da sede que fica no Brasil, em São Paulo (SP).

Segundo o jornal, foram demitidos cerca de 8 funcionários do setor de moderação de conteúdo da plataforma, sendo que somente algumas pessoas do comercial foram poupadas da demissão.

Desde que assumiu a plataforma, que comprou por US$ 44 bilhões em outubro do ano passado, após vários imbróglios judiciais, o bilionário tem feito demissões de funcionários na rede social. Uma das primeiras ações de Elon Musk foi desligar executivos, como o então presidente-executivo, Parag Agrawal; o diretor financeiro, Ned Segal; e o chefe de assuntos jurídicos e de políticas, Vijaya Gadde. Musk usou o argumento de que os executivos escondiam informações sobre contas falsas no Twitter.

De acordo com o portal Blomberg, Elon Musk também demitiu mais de 12 funcionários em escritórios do Twitter em Dublin e Cingapura. Dentre estes estão Nur Azhar Bin Ayob e Analuisa Dominguez, chefe de integridade do site para a região Ásia-Pacífico e diretora sênior de políticas de receita do Twitter, respectivamente.

Em anúncios aos funcionários até então demitidos, a empresa tem dito que “o Twitter está conduzindo uma redução na força de trabalho para ajudar a melhorar a saúde da empresa”.

Quando comprou a rede social, segundo informações, o plano do bilionário era demitir 75% do quadro de funcionários, com o intuito de fazer do Twitter uma empresa do tipo “skeleton crew”, que quer dizer “equipe mínima”. Os cortes também buscavam reduzir custos e impor uma nova ética e trabalho.

Pelos dados, Elon Musk tem levado a frente seu plano de reestruturação do Twitter. Segundo estimativas, o quadro atual de funcionários da rede social é de cerca de 2 mil profissionais, houve uma grande redução, uma vez que quando a plataforma foi vendida, contava com 7,5 mil funcionários.

5 COMENTÁRIOS

Se inscrever
Notificar de
guest
5 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários