27/02/2024

CEO da Vivendi diz estar satisfeito com conversas sobre a Telecom Italia

Segundo Arnaud de Puyfontaine, o governo italiano tem criado condições para conversas construtivas sobre o futuro da empresa.

De acordo com reportagem do portal Reuters, o chefe do grupo de mídia francês Vivendi, Arnaud de Puyfontaine, afirmou na sexta-feira,23, que as conversas que está tendo com o governo italiano sobre a situação do grupo Telecom Italia estão sendo do seu agrado. O governo tem criado condições para conversas construtivas sobre o futuro da empresa, à medida que o prazo se aproxima.

O executivo conta que as negociações estão visando encontrar uma solução compartilhada para que os objetivos do governo italiano sejam atendidos, assim como atender todas as partes interessadas no caso. Vale lembrar que a Vivendi é a maior acionista da Telecom Italia.

Em comunicação, afirmam que “Arnaud de Puyfontaine acredita que este clima pode abrir caminho para considerar outros investimentos na Itália que selariam a parceria entre a Itália e a França“.

O governo italiano está trabalhando com o credor estatal Cassa Depositi e Prestiti (CDP) e fundos internacionais em opções para a grade de rede da Telecom Italia e planejam esboçar um plano até o final do ano. Na próxima semana, será realizada uma nova rodada de negociações com o governo, a Vivendi e o CDP, que inclusive também tem participação na companhia de telecomunicações.

Ainda conforme a Reuters, a administração da primeira-ministra Giorgia Meloni está tentando garantir o controle da rede de telefonia fixa da TIM, um ativo considerado de importância estratégica, para criar um player apenas no atacado que impulsionaria a implantação e a velocidade da banda larga para os italianos.

Vendas de ativos

Há alguns dias, Pietro Labriola, presidente-executivo da Telecom Italia (Grupo TIM), falou sobre o momento da empresa, e disse que para resolver a dívida seria necessário vender ativos. “Não podemos resolver o problema da dívida da Telecom Italia organicamente, precisamos vender ativos”, disse Labriola durante uma conferência do setor em Roma.

O plano da Telecom Itália era combinar a sua rede de telefonia fixa do banco estatal Cassa Depositi e Prestiti (CDP), mas o negócio não foi para frente. Agora, estão analisando novas resoluções para a situação do Grupo TIM.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários