20/07/2024

Bolsonaro promete usar 5G no Programa Wi-Fi Brasil, se for reeleito

Em um eventual segundo mandato, o atual presidente propõe substituir os satélites da Telebras, o SGDC, usado atualmente no programa.

Com as eleições para presidência batendo na porta do brasileiros, os candidatos já estão lançando suas propostas para atrair mais eleitores às suas causas. Para garantir a sua reeleição, o atual presidente Jair Bolsonaro já apresentou propostas, caso consiga um segundo mandato no governo brasileiro.

Em documento publicado nesta terça-feira (09), a equipe do governo atual defendeu que o Brasil vai se tornar um hub de tecnologia, que poderá ser usado como exemplo em outros países, agregando valor à economia nacional e trazendo divisas. Jair Bolsonaro procura apostar na continuidade da implementação do 5G no país, caso seja reeleito.

O presidente da República afirmou que, em eventual reeleição, irá buscar aplicar a quinta geração de internet móvel em áreas como educação, saúde, indústrias e agropecuária, buscando maior competitividade, inclusive internacional, desses setores.

Segundo o documento, uma das propostas de Jair Bolsonaro é para a alteração no programa Wi-Fi Brasil, onde ele afirma que pretende substituir paulatinamente os pontos atuais de conexão do programa pela tecnologia 5G. Atualmente, a tecnologia usada no programa é fornecida pelos satélites da Telebras, o SGDC. Inclusive, já vou conversas para usar a tecnologia satélite de órbita baixa (LEO) da Starlink, do empresário Elon Musk, mas nada foi acertado.

Sobre o Programa Wi-Fi Brasil

Atualmente, o Wi-Fi Brasil já foi instalado em 18.453 pontos em 507 municípios, atingindo mais de 11 milhões de pessoas, cujo programa é direcionado, prioritariamente, para comunidades que se encontram em estado de vulnerabilidade social. Além disso, ainda há a promessa de fazer a interligação com a tecnologia em todas as as escolas públicas, rurais e urbanas até o fim deste ano.

Jair Bolsonaro ainda promete levar conexão 5G para todos os municípios do Brasil. Mas vale lembrar que essa obrigação já é estabelecida no edital do leilão do 5G realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em novembro de 2021, sendo que as empresas vencedoras da licitação assumiram o compromisso de levar conectividade aos 5.570 municípios até 2029.

2 COMENTÁRIOS

Se inscrever
Notificar de
guest
2 Comentários
Mais antigo
Mais recente Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários