Praias do Rio de Janeiro ganham rede Wi-Fi gratuita

Usuários podem acessar a rede Wi-Fi gratuita em mais de 64 quiosques presentes em praias da Zona Sul do Rio de Janeiro.

A Orla Rio, rede de quiosques presente na cidade do Rio de Janeiro, anunciou nesta sexta-feira (8), o lançamento de uma novidade que deve contribuir positivamente para melhorar a experiência dos cariocas durante o acesso à Internet em diversas praias da Zona Sul, em parceria com o Grupo Muzika, que oferece o software de gerenciamento de usuários ‘Skyfill’.

orla-do-rio-de-janeiro

Segundo informações da empresa, o projeto está sendo implementado gradualmente e neste primeiro momento é possível encontrar a rede gratuita em 64 quiosques do Forte do Leme ao de Copacabana, no Rio de Janeiro, com expectativa de 15 mil acessos simultâneos para mais de dois milhões de banhistas, pedestres e turistas que circulam na orla das praias.

Nomeado de “#Orla Rio#”, o Wi-Fi estará disponível todos os dias independente do horário, bastando encontrar a rede, se conectar e responder a um rápido questionário para então poder usufruir da internet grátis.

Apesar da limitação inicial em apenas duas praias do Rio, a concessionária afirma que pretende estender o projeto para mais localidades em breve. De acordo com o presidente da Orla Rio, João Marcello Barreto, “a implementação da internet gratuita inicialmente em Copacabana e futuramente expandindo até o Recreio irá agregar ainda mais, oferecendo mais possibilidades a todos os frequentadores”.

Embora tenha confirmado que o Wi-Fi gratuito será levado para mais locais, o executivo não se comprometeu a especular datas. A concessionária também vai oferecer conteúdo exclusivo com novidades sobre os quiosques e a orla, assim como promoções especiais para os cadastrados.

Cuidado com redes públicas

Encontrar uma rede Wi-Fi sem senha pode “quebrar um galho” enorme ao atingir o limite do planos de dados ou pior: ficar sem sinal de rede móvel.

Caso decida acessar uma conexão pública, é recomendado tomar algumas precauções para evitar que seus dados sejam interceptados por cibercriminosos:

  • Nunca acesse redes sociais ou aplicativos bancários em redes públicas;
  • Opte por uma VPN para mascarar o endereço IP do seu dispositivo;
  • Não marque essa conexão como “particular” no seu laptop.

SourceOrla Rio
Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x