Claro expande substituição do cabo coaxial por fibra óptica

Após ter registrado queda na receita dos serviços fixos, a Claro começou a expandir a fibra óptica para mais 11 cidades brasileiras.

Na última quarta-feira (13), a Claro divulgou o balanço financeiro referente ao segundo trimestre deste ano, período em que a operadora registrou receita líquida de R$ 10,6 bilhões sem descontar os ativos da compra da Oi Móvel, montante que corresponde a um crescimento de 7,6% se comparado com o 2º trimestre do ano passado.

Apesar de ter conquistado uma receita bilionária entre os meses de abril e junho, a operadora viu sua receita de serviços fixos encolher nos últimos 12 meses, passando de R$ 5,1 bilhões no 2º tri de 2021 para R$ 4,99 bi este ano, queda equivalente a -2,5% que contrasta com resultados de outras áreas de atuação da empresa.

Por ter capital fechado no Brasil, a subsidiária da América Movil não revelou seu lucro líquido obtido no segundo trimestre. Buscando reverter o cenário de baixa em seu setor de banda larga, a empresa expandiu a substituição do cabo coaxial (HFC) por fibra óptica (FTTH) a fim de atrair mais consumidores a partir de melhorias na infraestrutura de rede.

Segundo informações do Tecnoblog, essa melhoria deve abranger cerca de 148 mil residências somando todas as cidades que passarão a contar com a tecnologia de banda larga por fibra. Além de proporcionar maior estabilidade na conexão, a fibra também permite que a operadora entregue velocidades superiores aos pacotes tradicionais.

Considerando os dados de todas as operadoras e prestadoras de serviço de internet banda larga fixa, o Brasil conta atualmente com 79% dos municípios atendidos por redes FTTH, número que corresponde a cerca de 4.403, de acordo com um levantamento de 2021.

Analisando exclusivamente o desempenho da Claro nesse segmento, constatamos que a fibra ainda está disponível para uma pequena parcela de clientes da operadora, alcançando 4,2 milhões de casas. Esse número deve crescer progressivamente à medida que a companhia expanda a tecnologia para mais localidades.

SourceTecnoblog
Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
2
0
O que você acha? Comente!x