Governador do Amazonas deve acionar PGE contra operadoras

O político criticou a "indiferença" das teles com a região Norte do Brasil, especialmente no município de Parintins-AM.

O governador do Amazonas Wilson Miranda de Lima (União), deve acionar a Procuradoria Geral do Estado (PGE) contra operadoras de telecomunicações que atuam no município de Parintins, localizado a 370 km de Manaus, buscando punição contra as companhias sob a argumentação de que a maioria dos serviços de rede móvel ficaram instáveis ou indisponíveis após a chegada de 65 mil visitantes na cidade.

portabilidade-numeros-operadoras-anatel

Para o político, as empresas demonstram “total falta de respeito” com a população da região Norte do Brasil, afirmando que grandes prestadoras “estão mais preocupadas com questões do Sul e Sudeste” devido à qualidade insatisfatória de conexão em todo o estado, principalmente em Parintins nesta semana para as comemorações folclóricas.

Segundo informações, Wilson participou de um evento com representantes de empresas que atual no setor de telecomunicações, porém o diálogo aparenta não ter sido proveitoso para a população local. Em crítica às teles, o governador disparou “elas [operadoras] prometeram qualidade de sinal, mas o que a gente vê é que de fato não funciona”.

Muita gente vem de fora e é inadmissível que não tenham a possibilidade de fazer uma foto ou uma transmissão em tempo real, postar uma foto do festival, por não ter internet”, reforçou o governador. 

A dificuldade no acesso à Internet pode ser um empecilho para o segmento de turismo na região, visto que Parintins é popularmente conhecida por seus festivais que celebram o folclore do estado.

Embora a conectividade 4G esteja se expandindo no país, muitas localidades ainda não suportam essa geração passada. Contudo, projetos privados e do Ministério das Comunicações buscam mudar esse cenário nos próximos anos levando internet em áreas remotas.

Por ora, nenhuma operadora rebateu as acusações do governador. O Minha Operadora entrará e contato com a Claro, Vivo e TIM para obter esclarecimentos sobre o assunto referente à infraestrutura de rede no estado do Amazonas.

Lucas Ribeiro
Lucas Ribeiro
Jornalista há quatro anos, trabalho com revisão de textos e elaboração de pautas sobre telefonia móvel/telecomunicações no geral. Como lema, compartilho a ideia de Álvaro Borba, que diz: “Não importa o que eu acho, importa o que eu sei, e o que sei são os fatos”.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x