06/07/2022

Rakuten Viki: o streaming gratuito exclusivo de filmes e séries asiáticas

Sam Wu, CEO do Viki, falou pela primeira vez sobre a plataforma no Brasil e afirmou estar buscando expandir o streaming no país.

Os serviços de streaming fizeram com que produções de outros países, pouco explorados e fora do ambiente hollywoodiano, ganhassem público ao redor do mundo, é o caso das séries e filmes asiáticos, como o K-drama e C-drama. Com isso, a cada dia surgem novas plataformas, como o Viki, pertencente ao conglomerado japonês Rakuten.

Rakuten Viki é um dos maiores streamings de vídeo de conteúdo asiático do mundo, que possui um catálogo de programas, séries e filmes asiáticos. Mundialmente, a plataforma possui 55 milhões de usuários, sendo o segundo maior mercado, ficando atrás apenas do Estados Unidos.

Diferentemente de gigantes como Netflix e Amazon Prime, o Viki tem boa parte de seu catálogo totalmente gratuito, onde qualquer usuário cadastrado pode assistir.

Em sua primeira entrevista ao Brasil, Sam Wu, CEO do Rakuten Viki, afirma que “Essa é uma das nossas principais diferenças entre outros serviços de conteúdo. Queremos ser autênticos para os fãs e usuários”.

A plataforma possui mais de 1.500 títulos disponíveis, com tradução em mais de 150 idiomas, além disso, qualquer usuário pode legendar as séries e filmes que ainda não possuem tradução para o português.

“Nosso papel é trazer conteúdo de qualidade para nossa plataforma e permitir que os fãs traduzam o conteúdo para diferentes idiomas ao redor do mundo”, conta Wu.

Outro ponto positivo muito popular entre os usuários no Brasil, é o Watch Parties, que permite que um grupo de usuários assistam ao mesmo conteúdo juntos. De acordo com a empresa, brasileiros já fizeram mais de 1 milhão de sessões pelo site.

Embora tenha conteúdos gratuitos no Rakuten Viki, ainda há produções que necessitam de assinatura, algo que pode estar afetando a popularidade do streaming no país. Os planos mensais apresentados no site não têm os preços convertidos para o público brasileiro. São duas assinaturas de 5 ou 10 dólares, o que fica entre 23 a 47 reais atualmente.

Entretanto, o exército afirma que estuda fixar preços para os brasileiros. “Estamos construindo uma mídia social localizada e apostando na presença de marketing, para alcançar novos usuários e promover o conteúdo que temos”, afirma Wu.

“Estamos muito animados para focar no crescimento de nosso público globalmente, mas particularmente no Brasil. Vemos aqui o público não apenas crescendo, mas há um segmento que é muito social e vemos esse tipo de atividade dentro e fora da nossa plataforma. Isso é algo realmente diferente e estamos procurando maneiras de interagir com nossos usuários e como aproveitar isso.”

Quer conhecer outras plataformas de streaming gratuitos no Brasil, confira o post do Minha Operadora com uma lista contendo 10 opções.

Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x