03/07/2022

Claro/NET é notificada pelo Procon-AM por ‘apagão’ em Manaus

Operadora tem o prazo de dez dias corridos, no máximo, para responder os questionamentos do órgão pró-consumidor ou poderá ser multada.

Nesta terça-feira (15) e no sábado passado (12), diversos pontos da cidade de Manaus ficaram sem internet devido a um apagão ocorrido na Claro/NET, deixando seus clientes sem acesso ao serviço. Com isso, a empresa foi notificada pelo Instituto de Defesa do Consumidor (Procon-AM), que deverá fazer o abatimento em valores cobrados ao fim do mês na conta dos clientes que foram afetados.

No documento, o órgão pró-consumidor pede que a Claro/NET dê explicações sobre a situação e diga a quantidade de consumidores que foram afetados pela falta de internet e como será realizado o abatimento ao final do mês do valor correspondente ao período em que o serviço ficou interrompido.

O Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas deu o prazo, no máximo, de dez dias corridos para que a Claro/NET apresente uma resposta. Caso não responda a notificação ou se a resposta for considerada insatisfatória, a empresa poderá ser multada pelo acontecimento.

“A falta de internet prejudica diretamente a população, que depende do serviço para trabalhar, estudar e até mesmo para o seu lazer. O Procon-AM está atento às demandas dos consumidores e segue trabalhando para garantir os seus direitos”, afirma o diretor-presidente do órgão, Jalil Fraxe.

LEIA TAMBÉM:

–> Claro é notificada pelo Ministério da Justiça; saiba o motivo

–> Claro ganhou mercado em todos os 5 segmentos da telefonia móvel em 2021

–> Anatel prorroga o direito de exploração de satélite Star One C3 pela Claro

Por meio de nota, a Claro informou que a falha no serviço de internet foi pontual e causada por atos de “vandalismo na infraestrutura da companhia”.

“A Claro informa que seus serviços estão operando normalmente em Manaus, Amazonas. A operadora esclarece que alguns clientes podem ter percebido uma instabilidade de sinal na cidade, devido a uma inconsistência sistêmica pontual e também concorrência das vandalismo na infraestrutura da companhia, já solucionada. A Claro reforça o compromisso de continuar trabalhando para oferecer sempre a melhor experiência aos seus clientes no estado”.

Caso Porto Velho

Sem internet desde a madrugada de domingo (13), centenas de usuários afirmaram que estavam sem conseguir navegar na rede de internet fixa da Claro, em Porto Velho. Na segunda-feira (14), a operadora afirmou que a falha também foi resultado de atos de vandalismo.

“A Claro esclarece que parte de sua infraestrutura foi vandalizada, nesta madrugada de domingo para segunda-feira, e ocasionou impacto nos serviços de banda larga fixa em alguns bairros da capital Porto Velho, Rondônia. As equipes técnicas da companhia seguem atuando na ocorrência para restabelecer os serviços no menor tempo possível”, disse a empresa.

SourceG1
Cleane Lima
Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários
0
O que você acha? Comente!x