InícioTecnologiaUE pretende unificar cabos USB-C de aparelhos eletrônicos

UE pretende unificar cabos USB-C de aparelhos eletrônicos

A proposta pretende padronizar as portas de carregamento de aparelhos para USB-C. A Apple é contra a medida; saiba os detalhes.

Nesta quinta-feira (23), a União Europeia, por meio da Comissão Europeia, propôs a unificação das portas (USB-C) de carregamento de aparelhos eletrônicos, como smartphones, tablets, câmeras e alto-falantes portáteis .

A proposta traz benefícios ambientais com a diminuição de gasto de matéria-prima para a produção de cabos e economia de 250 milhões de euros (aproximadamente R$ 1,5 milhão) anualmente para os usuários. Entre os objetivos da ação está permitir o carregamento de dispositivos com um único fio.


A comissão propõe a padronização com o conector USB do tipo C, cujo plugue se encaixa no aparelho de ambos os lados.

Caso a medida seja aprovada, empresas como Samsung, Apple e JBL terão que utilizar o cabo USB-C, que poderão ser vendidos separadamente.

VEJA TAMBÉM:

–> Apple pode ser obrigada a fornecer carregadores do iPhone

–> Samsung e Apple podem voltar a oferecer carregadores no Brasil

–> Apple está sendo processada por plágio no Estados Unidos; saiba por que

Segundo Margrethe Vestager, comissária responsável pela Comissão Europeia, Margrethe Vestager, a população não aguenta mais amontoar vários cabos em suas gavetas, e que a aprovação do projeto seria…

“uma vitória para os consumidores e para o meio ambiente. […] Os europeus estão fartos de carregadores incompatíveis que se amontoam nas gavetas”, afirmou a comissária.

A Apple, que removeu recentemente os carregadores dos seus aparelhos e os utilizados são os tradicionais cabos Lightning, não concordou com a proposta.

“Continuamos preocupados que a estrita regulação exigindo apenas um tipo de conector prejudica a inovação em vez de encorajá-la, o que, por sua vez, prejudicará consumidores na Europa e ao redor do mundo”.

A Apple também reclamou do prazo de 24 meses para cumprirem a legislação, caso o projeto seja aprovado.

Em contrapartida, a União Europeia argumenta que cerca de 11 toneladas de cabos são descartados no ano no continente, e que o projeto diminuiria para 1 tonelada.

Thierry Breton, comissário para assuntos de indústria da Comissão Europeia, minimizou as reclamações da Apple, dizendo que essas empresas sempre se colocam contra esses avanços alegando ser contra a inovação.

“Conheço estas empresas há anos. Toda a vez que avançamos com uma proposta elas começam a dizer ‘ah! vai ser contra a inovação’. Não, isso não é contra a inovação, não é contra ninguém. Como tudo o que a Comissão faz, isto é pelos consumidores”, afirmou.

Cleane Lima
Jornalista, Comunicóloga, Repórter e Redatora há mais de 3 anos, com experiência na produção e revisão de conteúdo para internet. Adora escrever sobre qualquer assunto. "Palavras são, na minha humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia". Alvo Dumbledore.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários