Governo promete publicação do edital do 5G em até sete dias

Minuta recebeu sinal verde do TCU e segue para ajustes na Anatel.

Governo promete publicação do edital do 5G em até sete dias

Na tarde desta quarta-feira, 25 de agosto, o plenário do Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou a minuta do edital para o leilão do 5G. Segundo o Ministério das Comunicações (MCom), o documento retorna à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para ajustes, devendo ser publicado o texto final em até sete dias.

Inicialmente marcado para 18 de agosto, a aprovação do edital pelo TCU foi adiada após o ministro Aroldo Cedraz pedir vistas de 60 dias. Cedraz levantou dúvidas sobre o método de precificação adotado pela Anatel, assim como queria dar mais tempo para que os técnicos do tribunal analisassem o processo em mais profundidade.

Porém, ele foi vencido pelos setes demais ministros, que já haviam manifestado voto pela aprovação do texto. O plenário decidiu pela redução do período de vistas para apenas uma semana.

Após a publicação do edital pela Anatel, começa um prazo de 30 dias até a realização do leilão, para que as empresas de telecomunicações façam todos os questionamentos e se preparem para o certame. “Depois de hoje, o futuro está mais próximo”, afirmou o MCom em comunicado.

VEJA TAMBÉM:

–> Fábio Faria embarca em nova viagem internacional para tratar sobre o 5G

–> Brasil vai ter 5G no Natal, segundo ministro das Comunicações

–> Técnicos do TCU entregam relatório sobre o edital do 5G com a análise incompleta

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, agradeceu a aprovação ao ministro relator e a todos os ministros do TCU. Segundo ele, o plenário compreendeu a importância do 5G para o país e que a chegada da tecnologia amplia o potencial competitivo do Brasil no mundo.

“Com isso poderemos, por exemplo, levar fibra óptica a escolas que seriam atendidas por satélite e aumentar ainda mais a velocidade daquelas que já possuem atendimento por rede terrestre. Nós, do Ministério das Comunicações, acataremos essa recomendação como uma determinação e implantaremos a política pública”, enfatiza Faria.

O leilão deve movimentar R$ 45 bilhões, sendo que 90% dos valores contratados no certame serão revertidos em investimentos. Além da implantação do 5G, o edital prevê compromissos pelas operadoras de ampliar a conectividade em regiões desconectadas.

“Vamos levar conexão para 40 milhões de pessoas que hoje não têm qualquer acesso”, completa o ministro.

A expectativa é oferecer o 5G em todas as 27 capitais brasileiras até julho de 2022 e em todas as cidades com mais de 30 mil habitantes até 2028. Além disso, 72 mil das 85 mil escolas urbanas receberão o 5G standalone (SA) e as demais o 4G.

Com informações de MCom.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
6 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários