Governo, Nokia e Sercomtel fazem demonstrações da tecnologia 5G

Sinal da rede de nova geração foi homologado para uso experimental e com o objetivo de desenvolver projetos. Confira o vídeo.

Governo, Nokia e Sercomtel fazem demonstrações da tecnologia 5G

Nesta quinta-feira, 12 de agosto, o Ministério das Comunicações (MCom) promoveu uma demonstração de projetos-piloto da tecnologia 5G aplicada ao setor do agronegócio. Participaram do evento a fabricante Nokia, a operadora Sercomtel, além da Embrapa Soja.

A ação ocorreu na cidade de Londrina, no Paraná, e foi transmitida por meio de uma live no YouTube (vídeo no final da matéria). O evento teve a presença do ministro das Comunicações, Fábio Faria; da ministra de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina; e do governador do Paraná, Ratinho Júnior.

A partir do apoio de uma rede de parceiros e startups, a Embrapa Soja co-desenvolveu projetos e soluções de inovação por meio da conectividade de nova geração. Já a Nokia foi a provedora da tecnologia e a Sercomtel dos serviços de telecom.

Entre as demonstrações estava o uso do 5G e de inteligência artificial em tratores pulverizadores autônomos, drones de captação de imagens, além de soluções de segurança patrimonial.

VEJA TAMBÉM:

–> Fábio Faria promete 5G em todas cidades com mais de 30 mil habitantes até 2028

–> Votação do edital do 5G pelo TCU já tem data marcada

–> Ministro projeta que agronegócio vai crescer 20% com o 5G

“[O agronegócio] é a principal atividade que necessita de conexão e, com o 5G no agro, vamos ter crescimento do setor, ganhos de economicidade, produtividade, eficiência e sustentabilidade, não só para o agronegócio como também para todos os setores produtivos”, apontou o ministro Fábio Faria.

“Essa profícua parceria entre o Mapa [Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento], o MCom e o Agro está, mais uma vez, colocando uma antena 5G em um centro superimportante. Além de atender a Embrapa Soja, levamos em consideração Londrina ser um centro de desenvolvimento tecnológico através do seu polo de inovação, mais voltado para as startups”, destaca a ministra Tereza Cristina.

“Sabemos da importância desta tecnologia e suas implicações para o desenvolvimento da indústria nacional, principalmente para o agronegócio. A Sercomtel se posiciona para ter uma rede de vanguarda, pronta para atender à demanda local e o agronegócio com a melhor tecnologia”, afirma Márcio Tiago Arruda, presidente da Sercomtel.

Com informações de Ministério das Comunicações.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários