TIM mantém recuperação e apresenta resultados financeiros positivos no segundo trimestre

Crescimento nos serviços móvel e fixo impulsionou as receitas e o lucro da operadora.

A TIM (TIMS3) acaba de publicar os resultados financeiros referentes ao segundo trimestre deste ano. A operadora reportou uma receita líquida total de R$ 4,4 bilhões, alta de 10,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. No primeiro trimestre, a empresa já tinha apresentado um crescimento de 3,0%.

Somente na receita de serviços, a TIM teve um crescimento de 8,7%, totalizando R$ 4,3 bilhões. Destes, R$ 3,9 bilhões são dos serviços móveis (alta de 8,5%) e R$ 283 milhões dos serviços fixos (crescimento de 11,1%).

Na base móvel, a operadora apresentou uma redução de 5,0% no número de clientes do pré-pago, fechando o segundo trimestre com 29,2 milhões de acessos. Já no pós-pago, houve um crescimento de 3,9%, passando para 22,2 milhões. No total, a operadora possui 51,4 milhões de usuários móveis, registrando leve queda de 1,3% no período e mantendo o market share de 21,1%.

Ao fim do trimestre anterior, a rede 4G da operadora estava presente em 4.277 cidades, alta de 21,6%, cobrindo 96% da população urbana. Deste total, 3.608 contam com a tecnologia 700 MHz, 4.262 com a VoLTE e 1.493 com 4.5G.

VEJA TAMBÉM:

–> TIM anuncia novas parcerias estaduais para expandir cobertura móvel

–> TIM ativou 4G em 210 municípios com menos de 30 mil habitantes

–> Setor de telecom se manifesta sobre a proposta da reforma tributária

Já a receita do TIM Live, o serviço de banda larga fixa da operadora, teve um crescimento de 21,0%, totalizando R$ 179 milhões. A base de clientes de ultra banda larga do serviço TIM Live cresceu 10,0%, totalizando 666 mil conexões. Além disso, a cobertura de fibra atingiu 3,8 milhões de casas aptas a receber o serviço, estando presente em 28 municípios e em 7 regiões administrativas do Distrito Federal até o final de junho.

O lucro líquido reportado pela operadora foi de alta de 154,7%, somando no período R$ 681 milhões, ante os R$ 267 milhões do segundo trimestre do ano passado. Os investimentos totalizaram R$ 906 milhões, com a retomada de projetos repriorizados em 2020 e a preparação para recebimento dos ativos da Oi Móvel, segundo a empresa.

“Apresentamos, mais uma vez, números que comprovam a solidez operacional e financeira da TIM e que demonstram nossa recuperação dos impactos da pandemia, mesmo com muitos desafios ainda presentes. O desempenho positivo vem acompanhando de uma jornada consistente de melhores práticas ambientais, sociais e de governança, reforçando que é possível combinar uma gestão focada em resultados e inovação com temas relevantes para a evolução de toda a sociedade. Dessa forma, estamos ainda mais preparados para realizar o grande salto que dois eventos vão representar para a companhia: a conclusão da compra de parte dos ativos móveis da Oi e a realização do leilão das frequências destinadas à tecnologia 5G. A TIM está pronta para exercer seu protagonismo no mercado” afirmou Pietro Labriola, CEO da TIM Brasil.

Mais detalhes sobre os resultados financeiros da TIM podem ser consultados do documento disponibilizado pela empresa.

Com informações de Relações com Investidores TIM.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 9 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários