Diretor Financeiro e de Relações com Investidores da TIM renuncia

Adrian Calaza está na TIM Brasil desde 2016 e participou do processo de compra da Oi Móvel. Veja até quando ele fica nos cargos.

A TIM Brasil (TIMS3) comunicou, nesta quarta-feira (07), que recebeu o pedido de renúncia de Adrian Calaza, atual Diretor Financeiro (CFO) e de Relações com Investidores (DRI) da companhia.

No comunicado enviado aos acionistas e o mercado em geral, a TIM afirma que Calaza tomou a decisão “por motivos estritamente pessoais”. O executivo permanece no cargo até o dia 31 de agosto de 2021.

Na empresa desde outubro de 2016, Calaza participou do processo de mudança de rumo da TIM para maior geração de valor e eficiência. Esteve envolvido diretamente no processo de aquisição da Oi Móvel, na criação da empresa de infraestrutura FiberCo, na reestruturação societária da TIM Brasil e da recente emissão de debêntures ESG (Ambiental, Social e Governança, em inglês).

LEIA TAMBÉM:

–> Vivo, TIM e Oi continuam a perder valor de mercado

–> TIM Brasil já representa 50% do valor de mercado da Telecom Italia

–> TIM foi a que mais perdeu clientes desde o auge da telefonia celular no Brasil

Antes, Calaza atuou como CFO da Telecom Argentina de agosto de 2017 até maio de 2016. A Telecom Argentina é detentora da marca de telefonia “Personal” no país vizinho.

Segundo a nota, os procedimentos para escolha do substituto já começaram e o Conselho de Administração voltará a se reunir para decidir sobre a eleição do novo ocupante das posições deixadas pelo executivo.

About Vagner Santos
Entusiasta de Telecomunicações. Fundador do Minha Operadora, hoje um dos principais sites de notícias sobre o setor de telecom do Brasil e do mundo. Mais de 10 mil artigos publicados com cerca de 1 milhão de páginas lidas todos os meses.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários