InícioTV por AssinaturaGuerra do streaming começa a ‘afastar’ canais; entenda

Guerra do streaming começa a ‘afastar’ canais; entenda

Com tantas opções e tamanha agressividade, players do mercado começam a ter mais cautela antes de se lançarem.

Imagem: Marcas do A&E Networks - Divulgação site oficial
Imagem: Marcas do A&E Networks – Divulgação site oficial

Muito presente na TV por assinatura, a A&E Networks, responsável por emissoras como History, Lifetime e outras, não tem pressa para entrar no mercado do streaming.

Se tratando do mercado de entretenimento, é um posicionamento um tanto quanto inédito, visto que muitas marcas assumiram um imediatismo para tal iniciativa.

O Discovery, um dos principais concorrentes, antes mesmo de se unir com o HBO Max já havia anunciado sua plataforma.

Isso sem mencionar o grande duelo das gigantes de Hollywood, como Netflix, Disney+, HBO Max, Paramount+, entre outras. Mas, isso não significa que o A&E descarta ter sua própria plataforma.


VEJA TAMBÉM:

–> Streaming: número de cancelamentos cresce no mundo inteiro

–> Conheça o possível catálogo do STAR+, novo streaming da Disney

–> Amazon Prime Video ganha conteúdo do Premiere (à la carte)

A informação aqui é que a empresa não tem pressa para fazer acontecer. Ao menos é o que garante Raul Costa Jr., gerente-geral da companhia no Brasil.

Para ele, o lançamento de uma plataforma de streaming é a primeira pergunta que a empresa se faz, mas também a última.

O objetivo segue focado na entrega de conteúdo para o público. O objetivo é não ter pressa para não se perder em meio a gigantesca concorrência que se formou no mercado de vídeo sob demanda.

De fato, a pandemia também foi um fator preponderante para a cautela do grupo empresarial.

Afinal, a procura por TV por assinatura teve uma alta no período e até mesmo o Ibope de diversas emissoras disparou. Foi uma verdadeira luz no fim do túnel para um mercado em queda há muitos anos.

Mas, um player como o A&E Networks não precisa necessariamente ficar ou estar dependente do mercado de TV paga.

Afinal, o streaming também se abriu para a oportunidade de ter canais ao vivo no catálogo. Os recentes ‘Prime Video Channels’ e ‘Globoplay + Canais ao Vivo’ são exemplos.

Isso sem mencionar o surgimento das IPTVs legalizadas como Guigo TV e DirecTV Go. No entanto, a decisão do A&E envolve mesmo ter uma cautela.

A programadora não quer ser atropelada pelo momento efêmero do mercado, repleto de fusões, lançamentos distintos e muitas mudanças.

Com informações de Notícias da TV (UOL)

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]
Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários