TIM aluga muros de comunidades carentes de BH para geração de renda

Também estão sendo beneficiadas famílias de Fortaleza, Recife, Salvador e João Pessoa.

Publicidade da TIM no muro de uma casa.
Imagem: Divulgação.

Com o objetivo de gerar renda aos moradores, a TIM anunciou ter alugado os muros das casas de famílias de três comunidades de Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Entre as comunidades beneficiadas com a ação de publicidade da empresa está a Cabana do Pai Tomás, localizada na zona Oeste, da capital mineira.

Outras duas comunidades beneficiadas são a Taquaril e Alto Vera Cruz, ambas da zona Leste. A operadora explica que essa ideia está entre as práticas Environmental, social and corporate governance (ESG), que são as iniciativas ambientais, sociais e de governança de um negócio.

Segundo o diretor comercial da regional Sudeste da TIM, Daniel Oliveira, essa é uma oportunidade para as empresas mostrarem um papel de protagonismo social, e fortalecer a conexão entre a marca e a sociedade.

“Buscamos ultrapassar a fronteira do serviço e gerar desenvolvimento em locais impactados pelos efeitos da pandemia da Covid-19”, explica.

VEJA TAMBÉM:

–> Dona da TIM passa a fazer parte de grupo seleto da Nasdaq

–> TIM mantém índice de sustentabilidade na B3 por 13 anos seguidos

–>TIM quer se tornar a operadora móvel preferida pelos clientes

A locação dos muros acontece de forma mensal e as peças publicitárias trazem ofertas de planos da operadora. Além de Belo Horizonte, a iniciativa também está sendo posta em prática em comunidades carentes de Fortaleza (CE), Recife (PE), Salvador (BA) e João Pessoa (PB).

A empresa afirma ainda que as ações não se limitam apenas a locação dos muros, já que a operadora também está realizando a doação de cestas básicas para as 10 maiores favelas do país.

Sobre a TIM

Desde 2015, a TIM lidera a cobertura 4G do país, contribuindo para a conexão do campo, com o objetivo de impulsionar o agronegócio.

Além disso, a operadora também foi a pioneira na ativação de redes 5G no Brasil, através da criação dos Living Labs, em 2019, e por isso, já se considera pronta para a quinta geração de redes móveis e de banda larga.

Em relação aos compromissos sociais, ambientais e de governança, a TIM pretende promover um ambiente organizacional mais inclusivo, com pelo menos 40% de pessoas negras no quadro de trabalho e 35% de mulheres em posições de liderança.

Com informações de Hoje em Dia.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários