Brisanet deve seguir se financiando com debêntures, mas de olho em IPO futuro

Provedor não descarta abertura de capital no futuro, mas por enquanto não há estudos neste sentido.

De acordo com José Nogueira, presidente da Brisanet, ainda não foi dado início aos preparativos para a abertura de capital na Bolsa de Valores. Mas que, ainda assim, o IPO da companhia não saiu do radar.

Segundo ele, o objetivo da prestadora, considerada como provedor de pequeno porte (PPP), é continuar captando dinheiro para investimentos por meio de debêntures incentivadas.

Para o CEO da Brisanet, essa forma de financiamento seguirá sendo usada até o modelo não ser mais eficiente. Uma oferta pública de ações (IPO) seria um plano futuro considerado natural para a operadora.

No momento não há nenhum estudo ou previsão, mas Nogueira afirma que a Brisanet “é flexível e a gente escolherá o melhor caminho”.

VEJA TAMBÉM:

–> Brisanet faz captação de recursos para expandir rede de fibra óptica no Nordeste

–> Brisanet recebe selo de excelência em atendimento do ‘Reclame Aqui’

–> Brisanet já tem mais clientes de banda larga do que a TIM

Tudo vai depender do cenário, disse o CEO da prestadora durante evento online nesta segunda-feira, 17. O sucesso que a Brisanet vem obtendo atrai a atenção de investidores interessados no mercado de provedores.

Na mesma ocasião, Márcia Matsubayashi, head de TMT da Delloite, afirmou que o uso de debêntures e IPO são tendências que vêm sendo observadas no mercado de PPPs.

Para Matsubayashi, a diferença entre esses pequenos provedores regionais para as grandes operadoras nacionais é que as prestadoras menores primeiro se desenvolvem e expandem antes de abrir o capital.

Com isso, ela faz o comparativo de que os PPPs nas telecomunicações seriam como as startups no mercado de tecnologia.

Debêntures incentivadas

Anteriormente, a Brisanet havia conseguido captar R$ 500 milhões em recursos por meio das chamadas debêntures incentivadas.

O destino desse montante é a expansão da rede de fibra ótica da prestadora em três estados nordestinos.

No mercado de investimentos, debêntures são títulos de crédito privado que as empresas emitem para custear suas próprias atividades.

Quando um investidor aplica dinheiro em uma debênture, está emprestando dinheiro para a companhia que a emitiu e espera receber em troca o valor acrescido de juros.

Com informações de Teletime

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários