InícioTecnologiaSmart TVs de ‘baixo custo’ serão mais frequentes no Brasil

Smart TVs de ‘baixo custo’ serão mais frequentes no Brasil

Marca famosa está de volta a fabricação de televisores no país e terá modelos de 55 e 65 polegadas; saiba os detalhes.

Nova Smart TV da Toshiba. Divulgação Multilaser
Imagem: Divulgação Multilaser

Muitos devem ter memórias ou até mesmo televisores antigos da SEMP Toshiba, mas, essa parceria ficou no passado após o rompimento das duas marcas no início dos anos 2000.

A novidade aqui é que os saudosos terão uma nova oportunidade de se ‘relacionar’ com a Toshiba, que anunciou seu retorno ao Brasil.

Uma boa pitada de nostalgia para muitos consumidores.

A partir de agora, a marca vai atuar em parceria com a chinesa Hisense e a brasileira Multilaser.

VEJA TAMBÉM:

–> Smart TV AOC Roku TV oferece acesso gratuito ao Apple TV+

–> Samsung faz pedidos por cartão do Itaú dispararem
 
–> SKY e Oi TV passam por mudanças na grade de TV paga

Serão televisores de 55 e 65 polegadas e de baixo custo, portanto, a novidade chega com um olhar estratégico para o período dos Jogos Olímpicos, que iniciam em breve.

Além do mais, a resolução 4K está confirmada nos televisores, assim como Bluetooth, Wi-Fi e integração com a Alexa, inteligência artificial da Amazon.

Outra tecnologia que estará presente na qualidade das imagens é o QLED. Um conceito que promete uma experiência ainda mais aprimorada em cores.

Foi muito popularizado nos televisores da Samsung.

Para explorar a gama de cores mais variadas e vívidas, a marca colocou um recurso na qual o consumidor pode transformar a TV em um quadro ou deixa-la na cor da parede.

A fabricação ocorrerá pelas fábricas da Multilaser no Amazonas e em Minas Gerais.

O controle virá com botões de acesso rápido para aplicativos como Netflix, YouTube, Prime Video, Facebook, Deezer, ClaroTV e outros.

As bordas infinitas também estarão presentes no retorno da Toshiba ao Brasil. Por sinal, a marca vai retorna ao país em um momento pertinente.

Uma pesquisa recente revelou que boa parte dos brasileiros segue interessada na troca de TV para acompanhar as Olimpíadas.

Mas, não podemos deixar de analisar que a pandemia também foi imprescindível para o aumento do consumo de Smart TVs.

Com a reclusão domiciliar, muitos escolheram investir no lazer dentro do ambiente doméstico para seguirem protegidos contra a pandemia da COVID-19.

Com informações de ISTOÉ Dinheiro

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop.
CONTEUDO RELACIONADO

1 COMENTÁRIO

Acompanhar esta matéria
Notificação de
1 Comentário
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários

MAIS POPULARES