InícioEconomia e NegóciosTIM conclui instalação de redes 4G em usinas da Adecoagro

TIM conclui instalação de redes 4G em usinas da Adecoagro

Além da companhia, cerca de 200 mil pessoas de 11 cidades sul-mato-grossenses foram beneficiadas.

Homem utilizando o tablet no meio da plantação com o logotipo da TIM no horizonte.
Imagem ilustrativa.

A TIM concluiu a instalação do seu sistema de conexão 4G nas usinas da Adecoagro, uma companhia agroindustrial com operações do Brasil, Argentina e Uruguai.

Agora, o sistema de rede da operadora passa a atender cerca de 1 milhão de hectares, abrangendo lavouras responsáveis pelo abastecimento do polo sul-mato-grossense da Adecoagro.

Com isso, também passam a ser atendidas, aproximadamente, 200 mil pessoas que moram nas 11 cidades localizadas no raio de alcance das torres instaladas.

A parceria entre a operadora e a companhia agroindustrial foi anunciada ainda em 2019, como parte do projeto “4G TIM no campo”.


O projeto demandou a instalação de seis nova torres, a adaptação de três que a Adecoagro já possuía em seus canaviais, além da ampliação do sinal de outras três torres que a operadora tinha na região. E tudo isso saiu pelo valor de R$ 3 milhões.

VIU ISSO?

–> TIM fecha parceria com a Agrosmart

–> TIM expande 4G em regiões agrícolas

–> TIM cria projeto para atender agroindústria no interior de Goiás

Para o vice-presidente de açúcar, etanol e energia da Adecoagro, esse é um investimento e com um retorno relativamente alto, já que a rede oferece um ótimo controle de tempo de ociosidade e a empresa ganha mais eficiência no seu maquinário como um todo.

A companhia já vinha investindo em seu Centro de Operações Agrícolas (COA) que está conectado às suas frentes de colheita, além de tablets e celulares com aplicativos de apontamento agrícola e segurança perimetral.

Através do COA é possível comandar à distância os equipamentos e frentes de trabalho na lavoura. O que mudou com a instalação da rede 4G é a diminuição do tempo para a resolução de problemas, já que antes, as informações chegavam em pen-drives.

É importante destacar que a rede alcança os 180 mil hectares de canaviais que atendem a Adecoagro, e pode acessada por usuários da TIM de outras fazendas e das cidades de  Ivinhema, Angélica, Nova Andradina, Deodápolis, Glória de Dourados, Novo Horizonte do Sul, Distrito Amandina, Distrito Ipezal, Jateí e Naviraí.

Além disso, a rede utiliza a frequência de 700 MHz, que é aberta e é a mesma disponível no resto do país, facilitando a vida dos funcionários que moram na região e passaram a trabalhar de forma remota por causa da pandemia.

Com informações de Valor Econômico e Baguete.

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários