Cabify pretende deixar o Brasil

Aplicativo concorrente do Uber vai encerrar operações no país, mas continua na América Latina.

Cabify pretende deixar o Brasil

O aplicativo de mobilidade Cabify anunciou nesta sexta-feira, 23 de abril, que pretende encerrar as operações no Brasil a partir de 14 de junho de 2021.

A empresa utiliza o argumento da pandemia e da crise sanitária atual para deixar o país.

“Ressaltamos que o mercado brasileiro ainda é muito afetado pela grave situação sanitária do país e pela crise socioeconômica local causada pela Covid-19. Este contexto dificulta a criação de valor e tem levado a empresa a parar sua operação no Brasil”, informa o Cabify em comunicado.

Entretanto, o aplicativo continuará a ser utilizado em outros países da América Latina e na Espanha.

VIU ISSO?

–> ‘Uber Chip’ expande operação para a região Sul

–> Usuários do Uber ganham acesso gratuito ao Telecine por até 3 meses

–> Vivo Easy recebe atualização e ganha novo aplicativo de mobilidade

A empresa afirma que em outras localidades, o aplicativo conseguiu recuperar 75% das viagens até o final de 2020.

Em alguns mercados, as corridas voltaram totalmente ao normal, ressalta.

O Cabify Brasil agradeceu aos brasileiros “depois de tantos anos nos movendo”.

Nas redes sociais, alguns usuários afirmaram que vão sentir “saudades”, enquanto outros disseram que o serviço caiu muito em qualidade ou mesmo que a empresa subestimou a concorrência do Uber ou da 99.

Fundado em 2011, na Espanha, o Cabify é um aplicativo concorrente do Uber, que permite que proprietários de veículos possam transportar passageiros, como se fossem motoristas particulares.

Um dos diferenciais do app era a transparência nos valores das tarifas.

Entretanto, o serviço era exclusivo para apenas algumas cidades brasileiras, como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Belo Horizonte, entre outros.

O Cabify também mantinha parceria com empresas, como a Vivo, por exemplo, a qual comercializa planos móveis com navegação ilimitada no aplicativo de transporte.

Contudo, o app anunciou que este não é um fim definitivo para o Brasil.

“A empresa continuará atenta às necessidades e oportunidades futuras de mobilidade neste mercado”, afirmou o Cabify

Com informações de Teletime.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
3 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários