WhatsApp lança campanha nacional contra roubo de contas

Propagandas estão sendo veiculadas na TV e nas redes sociais.

A mão de um usuário tecla o símbolo do WhatsApp na tela do celular.
Imagem: Reprodução.

A partir de agora o WhatsApp vai começar a veicular em rede nacional de TV e nas redes sociais uma campanha para orientação a respeito de golpes que tentam clonar perfis.

Os anúncios estão sendo exibidos nas emissoras de televisão brasileiras, no Facebook, Instagram, Youtube, em jornais de grande circulação, além de telas informativas de prédios e locais públicos. Os anúncios trazem orientações sobre as melhores práticas para proteção de contas, e como o usuário deve agir, caso seja vítima desse tipo de golpe.

Em janeiro deste ano, o dfndr lab, laboratório de pesquisas em segurança digital da PSafe, divulgou que 5 milhões de brasileiros foram vítimas desse tipo de armadilha em 2020.

VIU ISSO?

–> WhatsApp impõe novo limite para envio de mensagens

–> Golpe do WhatsApp rende condenação para a TIM

–> 2,5 milhões de brasileiros clicaram em golpes do WhatsApp

Geralmente, o golpe é praticado por criminosos que utilizam dados vazados dos usuário, se passando por bancos, serviços e empresas. Então, os golpistas simulam um atendimento em que pedem o código de ativação do WhatsApp. Assim que a conta é clonada, os golpistas começam a pedir transferências em dinheiro para os contatos.

Por isso, o foco da campanha está voltado justamente para esse tipo de golpe, com orientação para medidas de segurança, como a ativação da segunda etapa de autenticação.

Campanha do WhatsApp contra clonagem de contas (Imagem:  Divulgação).

Essa solução funciona com o uso de um PIN, que pode ser ativado nas configurações do aplicativo de mensagens. Assim, uma senha numérica passa a ser exigida de tempos em tempos, inclusive para que a conta seja disponibilizada em outro dispositivo. Desse modo, ainda que o usuário caia no golpe repasse o código de verificação do WhatsApp, o criminoso não conseguirá utilizar o perfil em nome da vítima.

A campanha, que começou a ser veiculada ontem, 9, ainda informa como a vítima deve agir, caso seja alvo da armadilha dos golpistas, informando maneiras de tentar resgatar a conta pelo próprio telefone, ou por meio de contatos com o suporte do aplicativo de mensagens.

Acompanhar esta matéria
Notificação de
0 Comentários
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários