Fábio Faria promete 20 pontos 5G no Brasil até o final do ano

Ministro das Comunicações busca parceria com outras pastas e operadoras para lançar projeto piloto da rede de nova geração.

Nesta terça-feira, 9 de março, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, prometeu que o país terá 20 pontos 5G ainda em 2021.

Além disso, ele afirmou que a conexão de nova geração estará disponível em todas as capitais até julho de 2022.

O ministro registrou essas metas em postagem no Twitter, após participar da Audiência Pública do Grupo de Trabalho de 5G da Câmara dos Deputados.

Os 20 pontos de conexão fazem parte de um projeto piloto do Ministério das Comunicações que pretende acelerar a implantação do 5G puro (standalone), ou seja, sem utilizar a infraestrutura atual do 3G ou 4G.

VIU ISSO?

–> Leilão do 5G pode levantar R$ 35 bilhões na venda de frequências

–> 5G: 9 milhões de pessoas terão que pagar por troca de parabólica

–> Para evitar cartel, Cade vai acompanhar realização do leilão do 5G

Participarão também do projeto os Ministérios da Agricultura e da Infraestrutura.

O presidente da TIM, Pietro Labriola, já colocou a operadora à disposição da pasta para ajustar os detalhes e iniciar os pilotos da tecnologia 5G standalone.

No Twitter, Faria ressaltou o interesse da TIM no projeto.

Os locais dos 20 pontos 5G ainda serão definidos.

O edital do leilão do 5G foi aprovado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no último dia 25 de fevereiro, e agora aguarda aprovação do Tribunal de Contas da União (TCU).

A expectativa é que o aval do TCU saia em até 60 dias, para que o leilão de frequências ocorra até o final deste primeiro semestre.

Reunião na câmara

Durante a reunião com os deputados, Fábio ressaltou a importância do 5G, para atender a indústria e avançar a Internet das Coisas no Brasil.

“É muito mais do que um aumento de potência e velocidade. Serão cem vezes de aumento e teremos uma redução muito grande na latência, o que vai permitir a um médico na capital federal operar um paciente na Amazônia. Outro exemplo está nos veículos. Nossos filhos vão poder ir à escola em um carro ou ônibus sem motorista e, para isso, precisamos do 5G standalone, que é o 5G puro”, disse Faria.

Além do 5G, o edital cria outras obrigações para as operadoras, como atender todas as localidades com mais de 600 habitantes com a cobertura 4G, além de levar a conectividade para os 48 mil km de rodovias federais.

A reunião na Câmara dos Deputados, com a presença de Fábio Faria, pode ser conferida na íntegra abaixo.

Com informações de Agência Brasil.

About Hemerson Brandão
Jornalista, gestor e produtor de conteúdo. São 8 anos trabalhando com blogs, revistas, agências e clientes corporativos. Apaixonado por ciência, tecnologia e exploração espacial.
Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários