InícioTV por AssinaturaDirecTV gerou prejuízo acima de US$ 50 bilhões

DirecTV gerou prejuízo acima de US$ 50 bilhões

Marca foi vendida pela AT&T por US$ 7,8 bilhões, mas custou US$ 67 bi para os cofres da AT&T há alguns anos.

Ilustração PxHere
Imagem: Ilustração PxHere

A AT&T prometeu uma grande revolução no mercado de TV por assinatura e terminou com uma gigante bagunça em mãos. Essa é a conclusão do site norte-americano The Verge, que fez uma análise sobre o negócio recente da companhia.

Nos últimos dias, a gigante operadora da “terra do Tio Sam” vendeu a DirecTV por US$ 7,8 bilhões e seguirá com uma participação de 70% na marca. A análise considera o valor total de US$ 16,25 milhões na operação.


Em 2014, a DirecTV foi comprada pela AT&T por US$ 67 bilhões. Na prática, é um prejuízo que ultrapassa o valor de US$ 50 milhões, pelas aterrorizantes análises de mercado.

A empresa destaca apenas que o negócio não saiu como o planejado, para tentar suavizar a considerável perda que tiveram com o investimento que fizeram no mercado de TV por assinatura.

VIU ISSO?

–> DirecTV Go começa a receber afiliadas da TV Globo

–> DirecTV Go está de volta ao Brasil com IPTV de R$ 59,90

–> Desejada por brasileiros, a AT&T é mesmo tudo o que dizem?

Agora, a grande investida é deixar a imagem de “telecom tradicional” de lado e se tornar uma empresa de novas mídias. É o caminho que diversas operadoras buscam para se “modernizar” e conseguir novas fontes de receitas, além da telefonia móvel.

Até mesmo no Brasil o fenômeno pode ser visto e acompanhado. Teles como Vivo e Claro se fortalecem cada vez mais em uma identidade “multisserviços”.

Mas, no caso da AT&T, de acordo com o The Verge, funcionários e consumidores pagam a conta pela enorme bagunça que se tornou a economia da operadora norte-americana. Não é de hoje que a marca promove demissões em massa e aumento de preços, a fim de otimizar seus negócios.

A venda da DirecTV, por exemplo, deve contribuir para que a empresa pague as despesas que assumiu com a compra dos espectros para o 5G.

No entanto, o mercado segue com a análise de que o investimento da empresa na marca foi a “pior aquisição de todos os tempos”. Enquanto isso, o streaming surge no horizonte com o HBO Max, que será expandido em breve.

Com informações de The Verge

Anderson Guimarães
Jornalista com seis anos de experiência em produção de conteúdo digital. Passagens por eventos nacionais, mídias sociais e agências de publicidade. Apaixonado por tecnologia e cultura pop. E-mail: [email protected]

2 COMENTÁRIOS

Acompanhar esta matéria
Notificação de
2 Comentários
mais antigo
mais novo mais votado
Comentários embutidos
Exibir todos os comentários